7 coisas inesperadas que influenciam os seus sonhos

7 coisas inesperadas que influenciam os seus sonhos
Certamente você sabe que os sons, cheiros e certas situações podem invadir os seus sonhos. 

De igual forma, a comida picante pode atrapalhar os sonhos, e certos medicamentos podem até deixá-los fora de controle. 

Mas nem nos seus sonhos mais selvagens você achou o que descrevemos aqui poderia ter um papel tão importante. Conheça aqui 7 coisas inesperadas que afetam os seus sonhos. 

1. A sua "posição privilegiada" 

Estar nu, incapaz de se mover, utilizar ferramentas manuais, ter relações com uma celebridade (ou todos os itens de uma vez)? Os sonhos perversos são mais comuns entre pessoas que dormem sobre o estômago do que entre aqueles que dormem noutras posições, descobriu um estudo de Hong kong. 

Enquanto isso, pesquisadores turcos descobriram que as pessoas que costumam dormir para o seu lado esquerdo têm mais pesadelos e sonhos bizarros, enquanto que aqueles que dormem para a sua direita tem sonhos mais suaves, com temas de alívio, alegria, paz e amor. (Nota: A posição privilegiada é aquela em que você está antes de dormir e quando você acorda pela manhã). 

2. Lições de música no jardim de infância 

Há uma recompensa pouco conhecida de todos esses anos de banda da escola primária. Quando os jovens começavam a ter aulas de música, o mais frequentemente era o som da música permear os seus sonhos. 

Pesquisadores da Universidade de Florença, descobriram que começar o treino formal em tenra idade, quando o cérebro estava a desenvolver-se rapidamente, teve mais influência sobre a forma como as pessoas experimentaram sonhos musicais. Constatação Bónus: 28 por cento desses sonhos destacam música que os sonhadores nunca tinham ouvido antes, sugerindo que realmente podemos criar arte original durante o sono. 

3. A sua preferência de alimentação 

Apesar de todos os boatos sobre alimentos que induzem sonhos, não há muitos factos científicos acerca da temática. No entanto, Tore Nielsen, professor da Universidade de Montreal, num estudo preliminar, ainda-não publicado, descobriu que os alimentos mais citados como perturbadores dos sonhos continha laticínios (leite, queijo e iogurte). 

Curiosamente, um estudo informal pelo British Cheese Board também descobriu que o queijo cheddar (meia hora antes de deitar) inspirava sonhos mais agradáveis e memoráveis, enquanto o Stilton, um queijo azul fedorento, provoca sonhos estranhos. 

Nielsen explica que quando os sonhos lácteos são angustiantes, o problema pode ser uma sensibilidade sem diagnóstico para laticínios (indigestão, cólicas, gases), que é incorporada no sonho através de símbolos como emoções perturbadoras. 

4. Puxão suave do planeta 

A pesquisa constata uma ligação entre o magnetismo e a melatonina: Quanto menos flutuações no campo magnético da Terra (atividade geomagnética), mais hormona de indução do sono o corpo produz. 

Darren Lipnicki, psicólogo no Centro de Medicina Espacial, em Berlim, registou os seus sonhos durante oito anos - ele então olhou para os registos de atividade geomagnética mais próxima de onde ele morava e encontrou uma correlação estatística. 

Depois de dois ou mais dias de um campo magnético excepcionalmente calma - e (provavelmente) mais elevado nível de melatonina - os seus sonhos eram muito mais vívidos e bizarros do que quando ocorriam em fases tempestuosos (quando a melatonina pode ter sido suprimida).

5. As suas tendências nocturnas 

Se você é uma coruja de noite e simultâneamente mulher, você é especialmente propensa a ter pesadelos, descobriu Nielsen. Uma teoria, explica ele, é que a ida para a cama numa fase tardia do ciclo circadiano ocorre na mesma altura em que os sonhos (ou pesadelos) são mais intensos - e memoráveis. 

Outra teoria é que os tipos da noite têm mais ciclos REM noturnos (ou seja, mais oportunidades de ter pesadelos) do que as restantes pessoas, especialmente quando eles dormem em fins de semana. Mas Nielsen afirma que os sonhos perturbadores podem ser primariamente uma manifestação de transtornos do humor, como depressão e ansiedade, que atacam mais essas pessoas. 

O melhor conselho, diz ele, é experimentar ir dormir mais cedo. Se isso não é realista, ele recomenda o "rescripting imaginário": uma técnica para "reescrever um sonho ruim", revendo-o durante o dia - geralmente com a ajuda de um psicólogo - e interpretá-lo com um toque diferente ou com um fim. 

6. O seu Alter Ego na tela

Quanto mais você jogar jogos de vídeo, mais controle e consciência você terá em seus sonhos - descobriu Jayne Gackenbach, psicólogo da Grant MacEwan University, no Canadá. Ela explica que os jogadores sérios têm muita prática em manobras num ambiente virtual - uma habilidade que pode ser especialmente bem sucedida no contexto de um sonho. 

7. A única coisa que você quer evitar 

Basta tentar anular pensamentos indesejados e eles são mais propensos a invadir os seus sonhos, descobriu um estudo da Universidade Goethe de Frankfurt. O córtex pré-frontal, que normalmente mantém essas coisas sob controle, fica offline quando você sonha. Os pesquisadores testaram isso, pedindo a voluntários para suprimir um pensamento indesejado durante cinco minutos antes de dormir. 

Não só foi o pensamento mais provável de se intrometer nos seus sonhos, mas a tentativa de o suprimir também conduziu a mais pesadelos gerais. Mas, como Sigmund Freud apontou, há um lado positivo: "Um desejo reprimido durante o dia afirma-se num sonho". Ou seja, as fantasias que você negar ou tornar tabu também são mais propensas a surgir no seu sono. [huffingtonpost]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Incrível a segunda nota! E é incrivelmente verdade! Seguidamente eu sonho com celebridades cantando músicas totalmente inéditas (q são músicas que me agradam totalmente, no geral e muito bonitas) e eu tenho a plena certeza de que essas músicas nunca existiram!

    ResponderEliminar