Conheça a maior estrela amarela já vista (com video)

Conheça a maior estrela amarela já vista (com video)
Um poderoso telescópio no Chile fotografou a maior estrela amarela já descoberta. A estrela, chamada HR 5171 A, brilha a 12.000 anos-luz da Terra, no centro de uma nova imagem divulgada a 12 de Março.

Conhecida como uma hipergigante amarela, a estrela tem mais de 1.300 vezes o diâmetro do sol, sendo muito maior do que os cientistas esperavam após observações anteriores.

As novas medições colocam a estrela como uma das 10 maiores estrelas já descobertas. Os cientistas usaram o ESO Very Large Telescope Interferometer para observar a estrela tendo descoberto outra surpresa.

HR 5171 A, na verdade, faz parte de um sistema de estrelas duplas, com a sua companheira numa órbita muito perto. HR 5171 A é 50% maior do que a supergigante vermelha Betelgeuse, a estrela que compõe um dos ombros da constelação de Orion.


Apenas 12 hipergigantes amarelas foram encontradas na Via Láctea, encontrando-se numa fase instável da vida, de acordo com o ESO. As hipergigantes amarelas estão a mudar rapidamente, e atiram para fora material formando uma grande atmosfera em torno da estrela.

"As novas observações mostraram também que esta estrela tem um parceiro binário muito próximo, o que foi uma verdadeira surpresa", disse Olivier Chesneau, cientista do Observatoire de la Côte d' Azur, na França.

"As duas estrelas estão tão perto que se tocam e todo o sistema assemelha-se a um gigantesco amendoim... O companheiro que encontramos é muito importante, pois ele pode ter uma influência no destino do HR 5171 A, por exemplo, tirando camadas exteriores e modificando a sua evolução".

Chesneau e a sua equipa internacional de cientistas usaram uma técnica especial chamada interferometria para combinar a luz de vários telescópios individuais, criando um telescópio gigante que costumava observar HR 5171 A. O novo estudo será publicado na revista Astronomy & Astrophysics. [Space]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário