9 consequências bizarras da clonagem humana

9 consequências bizarras da clonagem humana
A Assembleia Geral das Nações Unidas, em 2005, elaborou uma Declaração sobre a Clonagem Humana, proibindo todas as formas de clonagem de seres humanos.

De acordo com a ONU as clonagens humanas são incompatíveis com a dignidade humana e com a proteção da vida humana, devendo por isso ser proibidas.

A decisão proíbe até a clonagem terapêutica, na qual as células são clonadas a partir de uma pessoa para uso medicinal.

Embora muitos países não tenham concordado com essa declaração, ela é respeitada em todo o mundo. Até o momento, nenhum clone humano foi feito.

No entanto, em 2008, pesquisadores criaram com sucesso os primeiros cinco embriões humanos maduros usando transferência nuclear de células somáticas, na qual o núcleo de uma célula somática é retirado de um dador e transplantado num óvulo hospedeiro vazio.

Os pesquisadores só permitiram aos embriões se desenvolverem até ao estágio de blastocisto, altura em que foram estudados e então destruídos. Nesse sentido, a clonagem é proibida, mas sabemos que podemos fazê-la. 

O problema é que não entendemos se ela é completamente segura. Por fim, se a clonagem humana hoje é ilegal, não significa que será para sempre. A opinião pública pode mudar e, quando isso acontecer, podemos esperar algumas consequências bizarras. Conheça algumas:

9. Quem clona quem?


Se você fizer um clone de si mesmo, ele também deve ter o mesmo direito de se clonar. Ou seja, uma vez que você criar uma cópia de si, perde totalmente o controle de quantas cópias suas vão existir por aí.

8. Clonagem ilegal


Apesar de extremamente antiética, não há nada que impeça a clonagem ilegal. Se hoje existem traficantes de drogas a comercializar substâncias proibidas, não é difícil imaginar que a técnica de clonagem também possa ser usada de maneira ilegal para criar clones por motivos financeiros, religiosos ou simplesmente bizarros.

7. Ressuscitar os mortos


É muito fácil clonar alguém que acaba de morrer para sentir que a pessoa está de volta, embora seja muito claro que não é, de fato, a mesma pessoa. Se o mundo evoluir para aceitar a clonagem, as pessoas podem consentir o fato dr serem clonadas após a morte de antemão.

6. Imortalidade


Clones podem ser clonados indefinidamente. No ano passado, pesquisadores no Japão usaram uma nova técnica para produzir 26 gerações bem-sucedidas de ratos clonados a partir de um único indivíduo. No total, eles produziram 598 ratos – todas duplicatas genéticas.

A descoberta mostra que as linhas de clonagem em mamíferos – incluindo humanos – podem ser estendidas e reproduzidas sem limites. Tal facto, implica que uma espécie de imortalidade genética pode ser alcançada; uma réplica exata de um indivíduo pode ser reproduzida por gerações a fio.

5. Melhoramento por clones


A clonagem indefinida também pode levar à prática de modificações seletivas ao longo do tempo. Usando a terapia genética hereditária, cada geração de clones pode ser alterada de maneiras específicas para aumentar capacidades.

De igual forma, cromossomas artificiais podem ser introduzidos conforme necessário. Depois de séculos de reprodução assexuada, os seus clones dificilmente se assemelhariam à versão original, ou seja, você.

4. Sósias criminosos


A clonagem poderia eventualmente levar a uma explosão de identidades equivocadas. As pessoas ficariam convencidas de que viram alguém que conhecem ou reconhecem, quando na verdade era somente um clone.

3. Sistemas de segurança falhariam


Os sistemas de segurança, públicos e privados não seriam mais capazes de identificar quem fez o quê. DNA, reconhecimento facial, impressão digital, tudo isso seria absolutamente inútil e uma anarquia provavelmente tomaria conta do globo.

2. Estudos genéticos


Gémeos separados à nascença são interessantes para os cientistas que estudam genética comportamental. Esses pares oferecem a oportunidade de comparar os impactos da socialização e do ambiente sobre indivíduos que partilham o mesmo genoma. 

Infelizmente, há poucos indivíduos que se encaixam nesse perfil para estudar. A clonagem poderia mudar isso. Além do mais, os cientistas não só seriam capazes de estudar clones intergeracionais, mas também clones separados por toda uma geração ou mais.

Os resultados seriam sem dúvida fascinantes – apesar de antiéticos. Nós poderíamos ver até que ponto fatores sociológicos desempenham um papel no desenvolvimento da personalidade, e de que maneira mudanças epigenéticas são acionadas pelo ambiente.

1. Reprodução por clone


A clonagem humana também poderá simplesmente servir como um meio alternativo de reprodução, especialmente para casais inférteis ou do mesmo género que desejam ter filhos biologicamente relacionados. [Hypescience, io9]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Tudo tem o lado ruim e bom. Mas a clonagem por mais legal que pareça ser, traz uma série de malefícios também!

    ResponderEliminar
  2. Não vi nada de incompatível com a dignidade humana. Permitiram a criação de bombas atômicas que para nada mais servem além de destruir e proíbem a clonagem humana que faria o contrário.

    ResponderEliminar
  3. CEDO OU TARDE ISSO OCORRERÁ .....esperem para verem ou quem viver verá

    ResponderEliminar