Pesquisadores criam robô que muda de forma (com video)

Pesquisadores criam robô que muda de forma (com video)
Os cientistas desenvolveram um material que pode alternar entre estados duros e macios, que podem permitir a criação de robôs de baixo custo que se transformam.

Desenvolvido como parte de um projeto de pesquisa com a Boston Dynamics, a empresa de robótica de propriedade do Google, o material foi construído com cera e espuma por pesquisadores do MIT, do Instituto Max Planck de Dinâmica e Auto-Organização e da Stony Brook University. 

Comparando a tecnologia com o robô T-1000 do filme Terminator 2: Dia do Julgamento, um anúncio do MIT sugere que o material pode ser utilizado para criar robôs para operações de salvamento.

Robôs construídos com o novo material seria capaz de se espremer através de aberturas estreitas, tais como escombros de edifícios que desabaram e, em seguida, voltar a expandir-se para prestar assistência aos sobreviventes presos.

O projeto começou com a ideia de criar um robô "mole" para passar por espaços apertados, mas logo evoluiu para a criação de um material que possa alternar entre propriedades.

Isso aconteceu devido à necessidade de controle por parte do robô: algo que seria muito difícil de alcançar se fosse sempre mole. Um material que mudasse de forma entre duro e mole seria então a melhor solução.

"Você não pode simplesmente criar uma tigela de gelatina, porque se a gelatina tem que manipular um objeto, iria simplesmente deformar sem aplicar pressão significativa para a coisa que ele estava a tentar mover", explicou Anette Hosoi, do MIT.

"Se você está a tentar passar por debaixo de uma porta, por exemplo, você deve optar por um estado mole, mas, se você quiser pegar num martelo ou abrir uma janela, você precisa de pelo menos uma parte da máquina que seja rígida" disse Hosoi.

O material é uma estrutura de grade de espuma 3D revestida a cera. A espuma pode ser espremida num espaço muito menor e sempre recuperável, tornando-se uma solução ideal para o material.

O revestimento de cera é o que permite ao material alternar entre os estados: enquanto fria permanecerá dura e rígida, mas quando aquecida amolece e permite comprimir a estrutura. 

Os investigadores propuseram que isto possa ser alcançado através da execução de fios ao longo dos suportes que formam a estrutura, com uma corrente eléctrica aplicada quando a cera tem que ser aquecida.

Ao usar tais materiais facilmente disponíveis, os pesquisadores acreditam que a tecnologia vá ser barata de fabricar. 

"Uma grande quantidade de materiais de inovação podem ser muito caros, mas neste caso, você pode simplesmente comprar espuma de poliuretano por baixo custo e um pouco de cera de uma loja de artesanato", disse Nadia Cheng, que trabalhou no projeto. [Factor]

PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Simplesmente incrível! Aonde chegamos com essa tecnologia maravilhosa, hein!? Uauu!

    ResponderEliminar