4 lugares onde pode haver vida alienígena no Sistema Solar

4 lugares onde pode haver vida alienígena no Sistema Solar
De todos os lugares onde os cientistas esperavam encontrar vida na Terra, um lago do Caribe borbulhando asfalto preto não estava no topo da lista.

Mas a 7 de agosto, os pesquisadores relataram na revista Science que o óleo não necessariamente sufocava toda a vida.

Micróbios foram encontrados vivendo em gotículas minúsculas de água cheia de breu de alcatrão num Lago de Trinidad.

Esta descoberta terrestre poderia realmente ser uma bênção para a busca de vida noutros planetas com ambientes extremos que se pensava serem muito hostis para suportar organismos vivos. Veja aqui alguns lugares do sistema solar que podem abrigar vida alienígena.

1. Titã


A descoberta de vida no Lago de Trinidad deve ser emocionante para os investigadores que procuram sinais de vida em Titã, a maior lua de Saturno. Titã assemelha-se mais à Terra do que qualquer outro corpo celeste do sistema solar.

Mas em vez de oceanos de água, esta lua gelada é o lar de grandes lagos de hidrocarbonetos. Os autores do novo estudo na Science dizem que poderia haver gotas de misturas de água e amônia crescentes dentro lagos de Titã oleosos, assim como no Lago.

2. Marte


No final do século 19 e início do século 20, o astrónomo Percival Lowell popularizou a ideia de que os "canais" no planeta vermelho eram obra de marcianos inteligentes. Esses canais aparentes acabaram por ser uma ilusão espectacular.

Imagens das missões Mariner e Viking da NASA, em 1960 e 1970 revelaram uma paisagem desolada, sem vestígios de civilização análoga à humanidade na Terra. Os cientistas não têm nenhuma evidência até agora de que a vida já existiu em Marte.

No entanto, sabem que Marte tem água gelada que cobre os seus pólos e que o solo da superfície marciana contém 2 por cento de água por peso.

Além disso, amostras de terra estudadas pelo Curiosity da NASA revelaram que Marte teria sido capaz de suportar vida microbiana há bilhões de anos atrás, quando o planeta era muito mais húmido e mais quente do que é hoje.

3. Europa


Se a água é a chave para a vida como a conhecemos, então Europa pode ser o candidato mais promissor na busca de organismos estranhos.

Pensa-se que esta lua de Júpiter abriga um enorme oceano de água líquida sob sua crosta gelada e espessa.

Nos últimos anos, os cientistas descobriram vida microbiana em ambientes extremos do oceano na Terra, que sugerem que formas de vida estranhas poderiam existir num lugar como Europa. 

4. Enceladus


Como Europa, a lua de Saturno Enceladus tem um escudo congelado formidável cobrindo uma subsuperfície de oceano profundo, que pode cobrir uma área pelo menos tão grande como o Lago Superior, de acordo com um estudo recente publicado na revista Science.

Alguns pesquisadores acreditam que eles podem ser capazes de estudar água oculta em Enceladus, sem perfurar a sua crosta, que pode ter até 40 quilómetros de espessura. A sonda Cassini da NASA detectou 101 gêiseres de vapor de água e gelo em erupção perto do pólo sul de Enceladus. [Livescience]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Os cientistas não poderiam levar vida da terra para essas luas e ver como elas se desenvolvem? Claro que não abandonariam a pesquisa de vida extraterrestre pois é interessante saber se já ouve vida lá, mas já que muitos organismos podem viver em ambientes extremos eles poderiam levar algum deles a um planeta sem vida para ver se tem alguma evolução.

    ResponderEliminar