10 práticas para ficar mais inteligente

10 práticas para ficar mais inteligente
Certamente você gostaria de se tornar mais inteligente, de forma a ter um rendimento melhor nos estudos e no trabalho.

Mas você sabia que é possível dar um empurrãozinho ao funcionamento do seu cérebro? A revista Time fez uma lista com pequenas atitudes que o podem ajudar a ser uma pessoa mais inteligente.

Em seguida conheça algumas das dicas elaboradas pela conceituada revista Time e teste por si mesmo se fica mais inteligente.

1. Faça uma boa gestão do seu tempo online


Certamente já reparou que, de vez em quando, faz login no Facebook só para dar uma olhadinha e quando dá por si passaram algumas horas diante da tela. Isso não significa que você não se possa divertir com as redes sociais, mas aprender a administrar o tempo na internet é importante.

Você pode usar o lado bom da internet e dedicar algum do seu tempo a aprender coisas novas, a ver palestras do TED, a tentar aprender uma nova língua, a conhecer um novo país, a aprender mais a respeito do corpo humano, entre outras boas coisas.

2. Escreva o que aprende


Você acede a um gigantesco número de informações diariamente, por isso não adianta tentar lembrar o conteúdo de um artigo que acabou de ler e achou incrível. Quando alguma coisa for realmente importante o ideal é que você anote para se poder lembrar depois.

3. Liste as coisas que você já fez


Ser confiante e feliz é sinal de inteligência, e uma boa forma de você se tornar confiante e satisfeito é lembrar-se das coisas que já conquistou. Se a sua meta era fazer academia e já está na musculação há duas semanas, lembre-se disso. Idem para as conquistas no trabalho, na faculdade, na escola. Isso vai fazer de si uma pessoa mais motivada.

4. Jogue mais


Como imagina, os jogos mais recomendados para treinar o cérebro são o xadrez, alguns jogos de baralho e, claro, as famosas palavras cruzadas. Tudo que envolve planeamento estratégico e memória é uma boa ideia. Melhor ainda se você jogar sozinho, sem ajuda de livros e dicas.

5. Selecione melhor os seus amigos


Como compreende, as pessoas com as quais se relaciona podem influenciar os seus hábitos e decisões. Por isso, é sempre bom manter por perto aquele amigo que gosta de ler, que é bom nos estudos, que tem um bom relacionamento social, que sabe tomar boas decisões, etc. De acordo com Saurabh Shah, o seu QI é uma média do QI das cinco pessoas mais próximas de si.

6. Leia muito


Esse é um conselho um pouco chato para algumas pessoas. No entanto, é preciso reforçar o poder da leitura, principalmente em tempos de redes sociais, quando passamos mais tempo em contato com conteúdos fracos sem uma boa narrativa literária.

Em termos científicos, a leitura tem o poder de impulsionar o seu cérebro sendo também um ótimo exercício para a criatividade. Você não precisa de ler a obra completa de Dostoiévski, mas pode criar o hábito de ler jornais e, quem sabe, um livro que faz mais o seu estilo.

7. Explique coisas para as pessoas


Albert Einstein disse que "se você não consegue explicar de uma maneira simples, você não entende o assunto bem o suficiente" e, mais uma vez, ele estava certo. Quando você realmente entende um assunto, consegue falar sobre ele com facilidade.

Por isso, acostume-se a falar a respeito das coisas que você tem aprendido. Pode ser até para você mesmo, na frente do espelho. A verdade é que é fácil aprender nova informação, mas manter esse conhecimento é a verdadeira aprendizagem.

8. Faça coisas novas e aleatórias


Ninguém gosta de rotina, nem mesmo o seu cérebro. Por isso, faça coisas novas e diferentes com frequência. Pode ser que um dia o que você fizer hoje seja útil ou, na pior das hipóteses, você está a criar memórias de novas experiências.

Steve Jobs, por exemplo, fazia aulas de caligrafia quando era mais novo, mesmo sem precisar de se preocupar com isso. Anos mais tarde, quando se tornou o génio responsável pela Apple, os conceitos de design que aprendeu foram mais do que úteis.

Se você trabalha com fotografia, tente escrever um pouco também. Se o seu interesse maior é a saúde, pratique ioga ou aventure-se numa aula de zumba. Vale tudo: de torneios de pôquer com os amigos a caminhadas em parques desconhecidos aos finais de semana.

9. Aprenda um novo idioma


Se você tem acesso à internet, já não tem desculpa para não aprender outro idioma. É lógico que ter aulas de uma língua estrangeira com um professor é sempre a melhor opção, mas você pode também aprender sozinho.

Com uma boa pesquisa, você pode descobrir sites que ensinam gramática, ortografia, interpretação de texto, expressões idiomáticas e dão dicas de como se aprofundar noutra língua. É também importante saber outra língua além da nativa para se destacar no mercado de trabalho.

10. Relaxe


Depois de um dia stressante e com todas as tarefas do trabalho cumpridas, depois de fazer aquela aula de pilates, de começar a ler um novo livro e de aprender um pouco mais sobre algo que lhe interesse, relaxe, respire e fique algum tempo em silêncio, sem fazer nada.

Esses minutos de calma são muito úteis para que o seu cérebro assimile tudo o que você fez e para que o seu corpo recomponha as energias. Se você é do tipo que vive muito estressado e irritado, experimente fazer um pouco de meditação diariamente. [Megacurioso, Time]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Queridos ver isso ai que é muito bom e ver também esse blog site;http://rendaagoraeos.blogspot.com.br/ ,O último passo? Apenas acredite que você pode ser mais esperto. Estudos têm mostrado que essa crença simples pode realmente torná-la realidade. Isso não quer dizer que você deve ser pomposo: você precisa assumir que não é assim tão bom, no entanto, o que o deixará aberto para aprender coisas novas e fazer perguntas novas. Sempre saiba que há muito ainda para aprender, por mais esperto que você seja.

    ResponderEliminar