Casais que usam marijuana têm menos violência doméstica

Casais que usam marijuana têm menos violência doméstica
Os casais que fumam marijuana são menos propensos a ter comportamentos violentos entre si, afirma um novo estudo.


Pesquisadores entrevistaram centenas de casais heterossexuais sobre os seus primeiros nove anos de casamento. 

Ao considerar o uso de marijuana os pesquisadores descobriram menores índices de violência doméstica entre casais em que ambos usavam marijuana mais do que uma vez por semana.

Para ser claro, os pesquisadores não estão a sugerir que fumar marijuana é a chave para um casamento tranquilo, e o estudo, publicado na revista Psychology of Addictive Behaviors, deixou muitas perguntas sem resposta.

"É possível, por exemplo, que os casais que usam marijuana juntos possam partilhar valores similares e círculos sociais, e é essa semelhança que é responsável por reduzir a probabilidade de conflito", afirma Kenneth Leonard, da Universidade de Buffalo e autor do estudo.

Para a sua pesquisa, Leonard e seus colegas recrutaram mais de 600 casais em Buffalo, Nova York. Os casais completaram cinco entrevistas de acompanhamento, nos seus primeiro, segundo, quarto, sétimo e nono aniversários de casamento.

Nas entrevistas, os participantes indicavam a frequência com que cometeram ou foram vítimas de incidentes de violência pelo parceiro, durante o ano anterior. Eles também foram questionados acerca da frequência de uso semanal de marijuana no último ano.

Os pesquisadores descobriram que os casais que usavam marijuana com mais frequência relataram menos violência doméstica perpetrada pelo cônjuge ao longo do ano seguinte. Casais em que ambos os cônjuges usavam marijuana obtiveram menores índices de violência doméstica.

Os pesquisadores descobriram uma exceção ao padrão geral, entre as esposas que fumavam marijuana com mais frequência e tinham cometido actos de violência relativamente ao parceiro íntimo antes do casamento.

Essas mulheres eram mais prováveis ​​do que mulheres que fumavam marijuana menos vezes a ter comportamentos violentos relativamente aos seus cônjuges. O estudo foi limitado na sua capacidade de prever como a marijuana afeta o comportamento diário.

De facto, os pesquisadores não examinaram se fumar marijuana num determinado dia iria reduzir a probabilidade de violência naquela época. O estudo também foi restringido na sua amostra. Ele incluiu apenas casais heterossexuais.

Não está claro se estes resultados seriam replicados em casais do mesmo género, casais em segundo casamento, casais de namorados ou casais casados ​​há mais de nove anos, escreveram os autores da pesquisa.

A marijuana tem alguns benefícios médicos, podendo estimular o apetite em pacientes com AIDS e reduzir a náusea e dor em pacientes com cancro submetidos à quimioterapia. Mas estudos anteriores descobriram que fumar marijuana durante a adolescência provoca anomalias cerebrais.

De igual forma, algumas pesquisas também descobriram que fumar marijuana pode ter alguns efeitos negativos a curto prazo, como o prejuízo de coordenação e um maior risco de acidentes de automóvel. [Livescience]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Ridícula essa pesquisa. Não tem a menor credibilidade algo assim. Trata-se de uma matéria e "pesquisa" feita sob encomenda para o lobby pró-legalização da maconha, diga-se de passagem.

    ResponderEliminar