Misteriosa condição faz menino nunca sentir fome ou sede

Misteriosa condição faz menino nunca sentir fome ou sede

Landon Jones é um garoto de 12 anos de idade com uma condição muito incomum: ele nunca fica com fome ou sede.


O menino, de Cedar Falls, Iowa, nos EUA, percebeu que algo estava errado quando acordou a 14 de outubro de 2013, sentindo-se tonto e sofrendo de congestão no peito.

A radiografia de tórax mostrou mais tarde que ele tinha uma infecção bacteriana no pulmão esquerdo, que depois curou. Mas desde aquele dia, Landon nunca mais teve desejo de comer ou beber, mesmo que ainda consiga saborear e cheirar normalmente.


O peso de Landon caiu de 47 kg para uns meros 31 kg, e os seus pais dizem que têm que constantemente que lhe lembrar de comer e beber. O menino fez exames médicos e teve consultas médicas em cinco cidades, na tentativa de encontrar a causa da sua condição bizarra.

Ele foi submetido a uma punção lombar, a exames cerebrais, a imagem abdominal e a avaliações nutricionais e psiquiátricas, mas os médicos não conseguiram diagnosticar o problema.

"Isso é extremamente incomum. Eu nunca ouvi falar de um caso como esse", disse o Dr. Ashesh Mehta, diretor de cirurgia de epilepsia no Comprehensive Epilepsy Care Center North Shore-LIJ em, Nova York, que não esteve envolvido no tratamento do menino.


Fome e sede no cérebro


A fome e a sede fazem parte de um circuito maior controlado em muitos níveis diferentes no cérebro. Um problema em qualquer lugar ao longo deste circuito pode causar os sintomas de Landon.

De acordo com Marc Patterson, neurologista pediátrico da Mayo Clinic, o problema pode estar no hipotálamo de Landon, uma região pequena, do tamanho de uma ervilha na base do cérebro que controla a fome, a sede, a temperatura corporal, o sono e outras funções vitais.

Pode ser que as bactérias que infetaram o pulmão de Landon atravessaram a barreira hemato-encefálica - a membrana selectivamente permeável que separa o sistema circulatório do corpo do sistema circulatório do cérebro - e tenham afetado o seu hipotálamo.

Uma infecção ou lesão desta área do cérebro pode explicar por que Landon não sente fome nem sede, dizem os médicos. “Faz sentido que os dois andem de mãos dadas, porque a fome e a sede são controlados pelo hipotálamo", disse Caroline Messer, endocrinologista do Hospital Lenox Hill, em Nova York.

Mas uma outra possibilidade é que Landon tenha desenvolvido uma resistência ao hormônio grelina, que estimula a fome, ou tem agora uma superprodução de leptina, que provoca sensação de saciedade. Mas estes só explicariam a perda de apetite, não a falta de sede.

Comer, beber, comer


Mesmo que os pais de Landon lhe lembrem constantemente de comer, ele ainda está a perder peso. Se ele não pode ingerir calorias suficientes ao comer, os médicos disseram que pode ter que instalar um tubo de alimentação.

Mas esses tubos são propensos à infecção, e têm um elevado risco de complicações. Em vez disso, Landon pode beneficiar de um fármaco chamada acetato de megestrol, um estimulante do apetite, muitas vezes dado a pacientes de câncer e AIDS.

A incapacidade de Landon em sentir sede também pode perturbar o equilíbrio de eletrólitos do seu corpo, e seus níveis de sódio podem ficar muito altos se não forem monitorados. O caso de Landon pode ser o único no mundo.

A sua família entrou em contato com uma divisão dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, que avalia e trata os pacientes com doenças raras, não diagnosticadas. O programa convida somente 50 a 100 pacientes anualmente para serem avaliados por uma equipe de especialistas, sendo que Landon espera ser um deles. [Livescience]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário