Descobertos segredos para navegação Viking?


http://www.ciencia-online.net/2013/04/descobertos-segredos-para-navegacao.html
Um misterioso relógio Viking encontrado na Gronelândia pode ter ajudado os antigos marinheiros a navegar nas latitudes norte-sul mesmo através do Atlântico, sugere uma nova pesquisa.

O estudo, detalhado terça-feira 9 de abril na revista Proceedings of the Royal Society A Mathematical, Physical and Engineering Sciences, sugere que os nórdicos poderiam ter sido marinheiros ainda mais impressionantes do que se pensava anteriormente.

"É amplamente aceite que os nórdicos eram marinheiros excelentes. Agora parece que eles usavam instrumentos de navegação muito mais sofisticados do que pensávamos antes", disse o co-autor Balázs Bernath, pesquisador da Universidade Eötvös, na Hungria.

Exatamente como os Vikings navegaram os mares abertos tem sido objeto de especulação e de folclore. Pesquisadores acreditam que os Vikings usavam bússolas sofisticadas para encontrar o norte verdadeiro e tinham um cristal "mágico" para navegar em dias nublados. (Os cientistas recentemente descobriram provas de um dessas pedras solares Viking).

Em 1948, um arqueólogo descobriu um misterioso artefato de madeira sob as ruínas de um mosteiro beneditino em Uunartoq, Gronelândia, que foi colonizada por agricultores Noruegueses durante o século 10. O semi-círculo tinha um furo central e um ziguezague gravado ao longo do seu perímetro. Também tinha várias linhas riscadas para o interior.

Alguns céticos disseram que era uma decoração de casa, mas a maioria dos pesquisadores pensaram que era uma bússola indescritível Viking. Pesquisadores do passado chegaram mesmo a criar uma bússola igual e colocá-la a bordo de navios réplica Viking e testaram esse método de navegação.

Mas as linhas de navegação marcadas na bússola estavam incompletas, de modo que este antigo relógio de sol não era grande coisa a encontrar o norte. Ele estava desafinado em cerca de um grau, o que poderia levar a dias de navegação na direção errada, disse Amit Lerner, pesquisador de ótica na Universidade Hebraica de Jerusalém, que não esteve envolvido no estudo.

Isso levou a equipa por trás do novo estudo a saber se a bússola tinha uma função mais sofisticada primária: determinar a latitude, ou a posição norte-sul do globo. "Os Vikings velejavam em latitude, o que significa que faziam travessias em mar aberto ao longo de uma latitude escolhida. Por exemplo, eles regularmente navegavam mais de 2.500 milhas [4.000 km] ao longo da latitude 61 da Noruega à Gronelândia. Para isso é necessária uma bússola precisa para verificar regularmente a sua latitude atual", disse Bernath.

Mas as correntes de vento e mar teriam desviado rapidamente os pequenos navios Vikings, obrigando os marinheiros a verificar frequentemente a sua latitude para permanecer no curso. Enquanto marinheiros árabes usavam as estrelas para verificar a latitude, os Vikings navegavam perto do Círculo Polar Ártico, onde o sol nunca se põe no verão. Então, eles devem ter navegado pelo sol, e não pelas estrelas, acreditam os pesquisadores.

A equipa descobriu que ao meio-dia, todos os dias, quando o sol está mais alto no céu, um mostrador no centro da bússola teria uma sombra entre duas linhas na placa. Os antigos marinheiros poderiam ter medido o comprimento da sombra do meio-dia usando linhas de escala na marcação e determinar a latitude.

Mas enquanto os cálculos de latitude e longitude podem ser exatos, não há nenhuma maneira de testar a sua hipótese, disse Lerner ao LiveScience. "Ninguém pode saber com certeza se é verdade ou não", acrescentou.
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário