Novo vírus da gripe de aves: 6 coisas que você deve saber


http://www.ciencia-online.net/2013/04/novo-virus-da-gripe-de-aves-6-coisas.html
A nova estirpe de gripe das aves na China fez adoecer nove pessoas, das quais três morreram, de acordo com reportagens da imprensa. Duas das mortes foram em Xangai, e uma na província de Zhejiang, diz a BBC. Aqui estão seis coisas a saber sobre esta nova estirpe da das aves, denominada H7N9.

Já houve um surto desta estirpe da gripe H7N9 no passado?

Não, antes desses casos na China, a estirpe da gripe H7N9 não era conhecida por causar doenças em seres humanos. A estirpe foi observada principalmente em aves. A maioria das estirpes de gripe aviária não infectam as pessoas, embora a estirpe da gripe H5N1 tenha causado mais de 600 doenças humanas em 15 países desde 2003.

Estirpes semelhantes já infetaram pessoas?

Estirpes da família H7 do vírus da gripe já causaram mais de 100 casos de infecção humana na última década, de acordo com um estudo recente no Journal of Virology. A estirpe H7N7, do surto de 2003 na Holanda, causou 89 infecções e um óbito, de acordo com a CNN.

O "H" e "N" no nome do vírus referem-se às proteínas da superfície do vírus, o chamado hemaglutinina e neuraminidase. Existem 16 tipos de hemaglutinina e nove tipos de neuraminidase que podem surgir em praticamente qualquer combinação, disse Richard Webby, especialista em gripe das aves e pesquisador de doenças infecciosas do Hospital St. Jude.

Quais os sintomas que as pessoas com infecções de gripe H7 têm?

Três das pessoas infectadas na China experimentaram infecções do trato respiratório que evoluíram para pneumonia e problemas respiratórios, segundo a Organização Mundial da Saúde. Muitas das infecções pelo vírus da gripe H7 vistas no passado causaram conjuntivite (ou infecções oculares) que não eram transmissível entre pessoas.

O vírus H7N9 pode espalhar-se de pessoa para pessoa?

Neste momento, não há nenhuma evidência de que o novo vírus H7N9 se espalhe entre as pessoas, diz a OMS. Os três primeiros casos, que ocorreram em Xangai e na província de Anhui, China (ambos perto da costa leste do país), não parecem estar ligadas, e as pessoas em contato íntimo com aqueles que ficaram doentes não foram infectados. Uma investigação sobre a origem da infecção está em andamento, diz OMS.

Uma mulher infectada supostamente trabalhava com aves, segundo a CNN. Uma característica relativamente preocupante do vírus prende-se com a existência, ou não, de um marcador genético que possa aumentar a probabilidade de infectar os seres humanos. Mas se o vírus na população animal tiver esse marcador, então poderemos esperar ver muito mais casos. No entanto, este marcador não é provável ser suficiente para permitir a transmissão do vírus entre pessoas.

Como se espalha então o vírus?

É provável que o H7N9 tenha uma população de origem, mas se essa população é constituída por pássaros ou outros organismos, tal ainda não é conhecido.

O que as autoridades de saúde vão procurar nas próximas semanas?

Além de tentar identificar a origem do vírus, as autoridades de saúde estarão a procurar mais casos. Os casos que estamos a ver agora podem estar no extremo do espectro, em termos de gravidade dos sintomas, e pode haver mais pessoas com infecções menos graves.
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário