Continente nu: Veja a Antártida sem gelo (com vídeo)

http://www.ciencia-online.net/2013/06/continente-nu-veja-antartida-sem-gelo.html


A face oculta da Antártida, escondida por mais de 30 milhões de anos sob a grossa camada de gelo, é revelada num novo mapa e vídeo da superfície rochosa do continente, divulgado pela NASA.

O projeto, chamado BedMap2, faz parte de uma colaboração internacional liderada pela British Antarctic Survey para calcular a extensão total de gelo na Antártida - um passo essencial para prever o potencial de futuro aumento do nível do mar. 

Para isso, os pesquisadores precisavam saber os detalhes da topografia subjacente do continente, a partir de amplos vales de montanhas enterradas. 

"A fim de simular com precisão a resposta dinâmica das camadas de gelo às mudanças das condições ambientais, tais como temperatura e acumulo de neve, precisamos saber a forma e a estrutura da rocha abaixo das camadas de gelo em grande detalhe," disse Michael Studinger, cientista do projeto IceBridge. 



Algumas características impressionantes reveladas durante a década de pesquisa incluem a descoberta do ponto mais profundo de qualquer continente, o vale sob Byrd Glacier, que chega a 9.120 pés (2.780 metros) abaixo do nível do mar. O mundo também tem suas as primeiras imagens detalhadas das montanhas Gamburtsev, uma faixa irregular do tamanho de Nova York, que se encontra sepultada sob mais de uma milha (1,6 km) de gelo.

O novo mapa é baseado na superfície de elevação, espessura do gelo e topografia alicerce a partir de levantamentos terrestres, aéreos e de satélite. Os cientistas combinaram maneiras diferentes de olhar através do gelo, como o radar, ondas sonoras e instrumentos eletromagnéticos. Algumas regiões ainda carecem de detalhes, mas a nova topografia é uma grande melhoria em relação ao BedMap original, disseram os pesquisadores.

"Antes, tínhamos uma visão regional da topografia. Mas este novo mapa, com a sua resolução muito superior, mostra a própria paisagem, um cenário complexo de montanhas, planícies e colinas ondulantes, dissecado por vales e desfiladeiros profundos", disse em comunicado Peter Fretwell, cientista no British Antarctic Survey e autor do estudo.

Os resultados do BedMap2 foram publicados a 28 de fevereiro na revista The Cryosphere. Os dados estão disponíveis gratuitamente para os pesquisadores interessados ​​em estudar e modelar as geleiras e as mudanças climáticas, o aumento do nível do mar e a topografia da Antártida.
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário