Crescimento do bebé ligado a alto QI

0
Crescimento do bebé ligado a alto QI


Uma nova pesquisa da Universidade de Adelaide, Austrália, mostra que o ganho de peso e aumento do tamanho da cabeça no primeiro mês de vida do bebé está ligada a um QI mais elevado em idade escolar precoce.

O estudo foi conduzido por pesquisadores da Universidade de Adelaide, que analisaram dados de mais de 13.800 crianças nascidas a termo.

Os resultados, publicados na revista Pediatrics International, mostram que os bebés que ganham 40% do seu peso ao nascer nas primeiras quatro semanas tinham um QI 1,5 pontos mais alto no momento em que tinham seis anos de idade.

Aqueles com o maior crescimento em circunferência da cabeça também apresentaram os maiores QIs. "O perímetro cefálico é um indicador do volume do cérebro, portanto, um maior aumento na circunferência da cabeça num bebé recém-nascido sugere o crescimento do cérebro mais rápido", diz a principal autora do estudo, Lisa Smithers.

"As crianças que ganharam mais peso tiveram pontuações especialmente altas no QI verbal aos 6 anos de idade. Isso pode ser porque as estruturas neurais desenvolvem o QI verbal mais cedo na vida, o que significa que o rápido ganho de peso durante esse período neonatal poderia ter um benefício cognitivo direto para a criança".

Estudos anteriores demonstraram a associação entre a dieta pós-natal precoce e o QI, mas este é o primeiro estudo desse tipo a incidir sobre os benefícios no QI do rápido ganho de peso no primeiro mês de vida dos bebés recém-nascidos saudáveis.

O estudo destaca ainda a necessidade de uma alimentação bem sucedida dos recém-nascidos. "Sabemos que muitas mães têm dificuldade em estabelecer o aleitamento materno nas primeiras semanas de vida do seu bebé", diz Smithers.

"Os resultados do nosso estudo sugerem que se as crianças estão a ter problemas de alimentação, é preciso que haja uma intervenção precoce na gestão da alimentação".

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)