Golfinhos identificam-se pelo nome

0
Golfinhos identificam-se pelo nome


Os fãs chamavam-lhe Flipper, mas os amigos e parentes do golfinho mais famoso do mundo podem conhecê-lo por outro "nome". 

De acordo com pesquisadores da Universidade de St. Andrews, na Escócia, os gritos agudos de golfinhos são identificadores pessoais originais, similares aos nomes humanos. Os golfinhos aprendem a imitar os assobios uns dos outros, a fim de "gritar" para outro golfinho. Eles também usam apitos para identificar objetos.

O conceito de golfinho com características vocais únicas tem sido já investigado há pelo menos uma década. Num estudo publicado em 2006 na revista Proceedings (PNAS), uma equipa de pesquisadores escoceses descobriram que "golfinhos desenvolvem assobios individuais com assinatura distintiva que usam para manter a coesão do grupo". 

O estudo passou a mostrar que os golfinhos são os únicos, além dos humanos a reconhecer outra identidade, independentemente da voz do chamador e localização. 

Os membros da equipa Stephanie King e Vincent Janik divulgaram um estudo posterior em fevereiro, na revista Proceedings of the Royal Society B, oferecendo mais evidências de que golfinhos reconhecem e são atraídos para assobios distintos de seus parentes do que os assobios aleatórios. 

O estudo de 2013 acrescenta que a mãe imita os sons da sua prole quando estão separados, como se estivesse a chamar pelo nome de uma criança, relata a Smithsonian Magazine. Esta semana, a PNAS lançou o mais recente estudo de Janik e King, no qual estudaram a utilidade do grito.

"Este grito codifica a identidade individual, independentemente de recursos de voz. A cópia de assinatura de assobios pode, portanto, permitir que os animais se rotulem ou se enderecem uns aos outros", escreveram os autores.

Ao pesquisar os sinais vocais, Janik e King coletaram dados ao reproduzir assobios por alto-falantes subaquáticos. Depois cegamente codificaram grupos de respostas, e os resultados mostraram que os golfinhos frequentemente respondem às chamadas únicas de golfinhos dentro do seu grupo habitual, enquanto raramente o fazem em grupos distantes ou desconhecidos.

Mais pesquisas são necessárias para determinar exatamente quão distinto é cada "nome", mas este estudo aponta para a verdade por trás do conceito dos golfinhos desenvolverem nomes para a sua família e amigos.
Temas

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)