9 Formas reais de como a Terra poderá acabar

13
9 Formas reais de como a Terra poderá acabar
Uma mudança climática catastrófica e alienígenas hostis rotineiramente desempenham papéis de destaque em Hollywood sobre as visões apocalípticas do final da humanidade no planeta Terra.

Na verdade, desde a década de 1950, com "O Dia em que a Terra Parou" e dos anos 1960, com "Planeta dos Macacos", até aos filmes apocalípticos mais recentes como "O Dia Depois de Amanhã" e "Depois da Terra", o fim do mundo tem sido muito explorado na ficção.

Mas embora estes blockbusters possam ser pura fantasia, muitos cientistas estão preocupados com outros cenários perigosos - alguns dos quais são ainda mais assustadores do que qualquer coisa que tem sido retratado na tela.

Desde pandemias de fungos até à insurreição de robôs, aqui estão nove visões apocalípticas que fazem parte das previsões dos cientistas para o fim da Terra.

9. Aquecimento global

A mãe de todos os medos apocalípticos, a mudança climática, é a maior ameaça que o planeta enfrenta, afirmam atualmente muitos cientistas. 

Aquecimento global


A mudança climática pode tornar o tempo extremo mais grave, aumentar as secas em algumas áreas, alterar a distribuição de animais e de doenças em todo o mundo, e fazer com que as áreas baixas do planeta sejam submersas na esteira do aumento do nível do mar. 

A cascata de mudanças pode levar ainda à instabilidade política, à seca severa, à fome, ao colapso dos ecossistemas e a outras mudanças que farão da Terra um lugar decididamente inóspito para se viver.

8. Asteróide

É o esteio dos filmes-catástrofe, mas os cientistas estão legitimamente preocupados que uma rocha espacial possa acabar com a Terra. Afinal, um impacto de meteoro provavelmente condenou os dinossauros. 

Asteróide


De igual forma, no evento de Tunguska, um meteoróide maciço danificado cerca de 2.000 quilómetros quadrados de floresta siberiana em 1908. Ainda mais assustador, talvez, é que os astrónomos só conhecem uma fração das rochas espaciais à espreita no sistema solar.

7. Pandemia

Novos agentes patogénicos letais surgem todos os anos: pandemias recentes incluíram surtos de SARS (Síndrome respiratória aguda grave), gripe das aves, e, mais recentemente, um coronavírus chamado MERS, que se originou na Arábia Saudita. 

Pandemia


E, por causa da nossa economia altamente interconectada e global, uma doença mortal poderia se espalhar rapidamente. "A ameaça de uma pandemia global é muito real", afirma Joseph Miller, co-autor (juntamente com Ken Miller) do livro "Biologia" (Prentice Hall, 2010).

6. Desastre de engenharia biológica

As doenças naturais não são as únicas a ser temidas. Em 2011, a comunidade científica estava indignada devido a pesquisadores terem projetado uma versão mutante do vírus H5N1 da gripe das aves que era transmissível em furões e transmitido através do ar. 

Desastre de engenharia biológica


Os resultados provocaram sérios temores de que a engenharia de doenças mortais poderia inadvertidamente escapar do laboratório, ou ser lançado intencionalmente como arma biológica, levando a uma pandemia global.

5. Fungos

Apesar de ameaças bacterianas serem perigosas, as ameaças fúngicas são ainda mais assustadoras, diz David Wake, curador do Museu de Zoologia de Vertebrados da Universidade da Califórnia, EUA.

Fungos


"Nós temos uma nova doença fúngica anfíbia que acaba de mostrar efeitos devastadores", disse Wake acerca de um fungo que está a acabar com as rãs em todos os Estados Unidos.

Um fungo igualmente fatal em seres humanos seria catastrófico. E, embora as bactérias sejam mortais, os antibióticos são abundantes. Em comparação, sabemos muito menos sobre o tratamento de infecções fúngicas.

4. Guerra nuclear

Muitos cientistas ainda estão preocupados com a clássica ameaça de fim-de-mundo: a guerra nuclear global. Além do barulho sabre do líder norte-coreano Kim Jong Un e os esforços nucleares secretos do Irão, os stocks enormes de armas nucleares em todo o mundo poderia causar destruição se caíssem nas mãos erradas. 

Guerra nuclear


No ano passado, o Bulletin of the Atomic Scientists, uma revista não-técnica sobre a segurança global fundada em 1945 por ex-físicos do projeto Manhattan, mudou o Relógio do Juízo Final, para cinco minutos antes da meia-noite. O Relógio do Juízo Final mostra o quão perto a humanidade está da destruição através de armas nucleares ou biológicas, ou da mudança climática global.

3. Ascenção robótica

"O Exterminador do Futuro" pode ser ficção científica, mas não são máquinas de matar longe da realidade. A ONU pediu recentemente a proibição de robôs assassinos - presumivelmente porque os especialistas temem que vários países estivessem a desenvolvê-los.

Ascenção robótica


Muitos cientistas da computação afirmam que a singularidade, o ponto em que a inteligência artificial ultrapassa a inteligência humana, está próximo. Se esses robôs serão ajudantes benevolentes ou o flagelo da humanidade ainda está em debate.

2. Superpopulação

O medo de um mundo superpovoado faz parte da cultura desde o século 18, quando Thomas Malthus previu que o crescimento da população causaria fome em massa e sobrecarregava o planeta. 

Superpopulação


Com a população mundial em 7 mil milhões e a aumentar, muitos conservacionistas pensam que o crescimento da população é uma das principais ameaças para o planeta. Claro, que nem todo o mundo concorda. 

Muitos acreditam que o crescimento da população poderá vir a estabilizar nos próximos 50 anos, e que a humanidade irá renovar o seu caminho para fora das consequências negativas da superlotação que atualmente ocorre.

1. Efeito bola de neve

Embora cada um desses cenários possa acontecer, a maioria dos cientistas acha que um efeito bola de neve de vários eventos é mais provável de ocorrer. Por exemplo, o aquecimento global pode aumentar a prevalência de patógenos ao mesmo tempo, causando mudanças generalizadas no clima. 

Efeito bola de neve


Enquanto isso, o colapso do ecossistema poderia torná-lo um pouco mais difícil de produzir alimentos, sem abelhas para polinizar plantações ou árvores para filtrar a água agrícola. Assim, em vez de uma catástrofe épica, vários fatores relativamente pequenos iriam piorar um pouco a vida na Terra, até que gradualmente seria degradada. [Livescience]
Temas

Enviar um comentário

13Comentários
  1. e a forma mais simples ninguem pensa
    A explosão solar seria a maneira mais lógica,, pois como sabemos é uma estrela,,e estrelas explodem a todo momento no espaço ,,virando supernovas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, benzinho, acontece que a explosão do Sol vai demorar muito tempo, e o post, caso vc tenha lido, fala sobre ações mais IMEDIATAS de acabar com mundo, tipo, coisa que acontece rápido, para os leigos.

      Eliminar
  2. Verdade gabriela! PENA que demoram BILHÕES de anos pra explodir e o sol vai demorar BILHÕES DE ANOS pra explodir. Ou você ACHA que ele um dia pensa: Opa vou explodir agora! Fui! KKKKKKKKKKKK

    ResponderEliminar
  3. no dia que a humanidade deixar de existir na terra o planeta vai agradecer e muito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falou o humano super consciente que consome terras raras e elementos do planeta e que pretende se suicidar para salvar o planeta, certo? (de acordo com seu próprio comentário).

      Eliminar
  4. comece por você Wiliam Haddad, se mate... ¬¬

    ResponderEliminar
  5. quanto ao sol,a TEORIA diz ke pode durar bilhões de anos antes de se tornar uma gigante vermelha,mas teorias são teorias,então ninguem sabe ao certo.. eo william hadad está certo: os seres humanos são uma praga pior ke os insetos para o planeta...

    ResponderEliminar
  6. concordo com o tio fill, digo, com o til will

    ResponderEliminar
  7. Ninguém lembra do Sol... Se um dia uma explosão solar forte ocorrer, adeus eletricidade equipamentos elétricos! Hoje estamos muito dependente desse tipo de energia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Santa ignorância,

      criatura, o post fala sobre maneiras mais rápidas de acabar com o planeta, enquanto a explosão do sol vai demorar bilhões de anos.

      Se o titio aqui encontrar um livro de colorir sobre esse assunto eu te trago.

      Eliminar
  8. eu acho que ninguem sabe como vai acontecer e se vai acontecer pq são varias teorias .o mundo pode até acabar de um jeito que todos desconhecem . eu acho que não adianta fazer pesquisas pq ninguem sabe o dia de amanha

    ResponderEliminar
  9. concordo com o tiu

    ResponderEliminar
  10. COM CERTEZA O UNIVERSO VEM SOFRENDO MILHARES DE CENTENAS DE MUDANCAS ATRAVÉS DE BILHÕES DE ANOS E A TERRA TODA CHEIA DE SINUOSIDADES COM CERTEZA SOFRERÁ VÁRIAS MUDANCAS AINDA, SÓ NÃO SABEMOS QUANDO OCORRERÃO....

    ResponderEliminar
Enviar um comentário