Verificar mails de trabalho à noite torna as pessoas menos produtivas

Verificar mails de trabalho à noite torna as pessoas menos produtivas
Usar um smartphone para ter mais trabalho feito à noite torna as pessoas menos produtivos no dia seguinte, sugere uma nova pesquisa.

Trabalhadores que monitoravam os seus smartphones para fins comerciais depois das 21:00 estavam mais cansados ​​e menos envolvidos no trabalho do dia seguinte, descobriram os pesquisadores.

Russell Johnson, professor assistente de gestão da Universidade do Michigan e co-autor do estudo, disse que muitos proprietários de smartphones consideram os dispositivos um dos instrumentos mais importantes já inventadas, quando se trata de aumentar a produtividade do trabalho baseada no conhecimento. 

No entanto, pesquisas sobre o sono têm verificado que a utilização de tecnologia antes de dormir é uma razão comummente citada como facto que empobrece o sono. "Os smartphones são quase perfeitamente desenhados para interromper o sono", disse Johnson.

"Uma vez que eles nos mantêm mentalmente envolvidos até tarde durante a noite, eles tornam difícil separar o trabalho dos momentos para relaxar e adormecer", acrescentou. Como parte do seu estudo, os pesquisadores realizaram duas experiências.

A primeira envolveu 82 gerentes de nível superior que completaram vários questionários diariamente, durante duas semanas, enquanto a segunda envolveu entrevistar 161 funcionários diariamente de uma variedade de ocupações, incluindo a enfermagem, manufatura, contabilidade.

Ambos os estudos mostraram que o uso de smartphones noturno para fins comerciais diminuía a qualidade do sono e diminuía a energia no dia seguinte no escritório. 

O segundo estudo também comparou o uso de smartphone com outros dispositivos eletrónicos, tendo descoberto que os smartphones tinham um efeito negativo maior do que ver televisão e usar computadores portáteis e tablets.

Os pesquisadores disseram que, além de manter as pessoas mentalmente envolvidos durante a noite, os smartphones emitem "luz azul", que parece ser a mais perturbadora de todas as cores da luz, uma vez que dificulta a produção de melatonina, uma substância química no organismo que promove o sono.

"Por isso, pode ser uma faca de dois gumes", disse Johnson. "O uso noturno de smartphones parece ter ambos os efeitos psicológicos e fisiológicos sobre a capacidade das pessoas para dormir e em funções de recuperação essenciais do sono". 

Johnson disse que uma possível solução é desligar o smartphone à noite, mas ele entende que nem sempre seja prático no atual mundo empresarial. "Pode haver momentos em que adiar o trabalho até ao dia seguinte teria consequências desastrosas e usar o smartphone vale bem a pena", disse ele. 

"Mas em muitas outras noites, mais sono pode ser a melhor aposta". O estudo aparecerá na revista Organizational Behavior and Human Decision Processes. [Businessnewsdailly]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário