Cães farejam cancro da próstata com 98% de precisão

0
Cães farejam cancro da próstata com 98% de precisão
O maior estudo já feito sobre cães farejadores de cancro descobriu que eles podem detectar o cancro da próstata farejando apenas amostras de urina.

Os cães podem fornecer uma maneira mais precisa e muito menos desconfortável, de se ser testado relativamente ao cancro da próstata, de acordo com uma nova pesquisa.

Gian Luigi Taverna, do Hospital Humanitas de Pesquisa em Milão, Itália, apresentou os resultados da sua equipa na American Urological Association.

O estudo envolveu as amostras de urina de 677 pessoas - 320 das quais eram pacientes de cancro da próstata em diferentes estágios da doença.

Eles colocaram dois cães farejadores a examinar as amostras e treinaram-nos para se sentarem se detectassem o cancro - o que os cães procuram são substâncias químicas emitidas por um tumor, conhecidos como compostos orgânicos voláteis.

Depois de testes repetidos, os cães detectavam o cancro com uma precisão de 98,9% e num segundo teste com uma precisão de 97,3%. O resto do tempo, eles identificaram falsos positivos.

Embora mais estudos precisem de ser feitos, estes cães já estão a fazer um trabalho bem melhor do que os nossos testes atuais - o cancro da próstata não apresenta sintomas nos estágios iniciais de modo muitas vezes pode não são diagnosticado antes de ser tarde demais.

Os pesquisadores esperam que o seu trabalho vá ajudar a melhorar a tecnologia e conduzir a novos métodos de diagnóstico para esse tipo de cancro.

Cientistas da Universidade da Pensilvânia, também estão a trabalhar num projeto semelhante onde os cães treinados para detectar cancro do ovário fazem-no com 90% de precisão. [Sciencealert]

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)