IPad bizantino encontrado em naufrágio antigo

0
IPad bizantino encontrado em naufrágio antigo
Arqueólogos turcos escavando um local portuário no lado europeu do Bósforo e desenterraram um objeto de madeira com 1.200 anos de idade, que alegam ser o equivalente antigo de um tablet.

O aparelho era um notebook e uma ferramenta - tudo em um.

A invenção bizantina foi encontrada entre as ruínas de um dos 37 navios descobertos na área de Yenikapi de Istambul, um local que tem estado no centro de escavações nos últimos 10 anos.

Também conhecido como Porto de Theodosius, foi construído no final do século 4, durante o reinado do imperador bizantino Teodósio I e tornou-se o porto comercial mais importante da cidade.

Provavelmente pertencente ao capitão do navio, o objeto de madeira, cuja capa é finamente esculpida com decorações, é do tamanho de um tablet moderno de sete polegadas, mas muito mais espesso.

Trata-se de um conjunto de cinco painéis rectangulares sobrepostos e esculpidos com quadros e cobertos com cera. Notas podem ser tomadas sobre os painéis, como mostrado num escrito em grego que ainda é visível na cera.

A "app" primitiva está escondida no painel inferior: uma tampa deslizante que revela uma placa escondida com espaços esculpidos.

"Quando você desenha a parte de correr, há pequenos pesos utilizados como um equilíbrio", disse Ufuk Kocabas, diretor do departamento de arqueologia marinha da Universidade de Istambul.

Uma vez que era um navio mercante, a ferramenta foi provavelmente usada para avaliar o valor de alguns itens. O notebook poderia facilmente ser transportado. Cada painel tem quatro buracos - perfurados em dois pares, para ligar o notebook em conjunto, provavelmente por tiras de couro.

"Yenikapı é um fenómeno com os seus 37 navios afundados e produtos orgânicos. Acho que esses produtos orgânicos são a característica mais importante das escavações", disse Kocabas. O navio afundado onde foi encontrado o "iPad Bizantino" foi datado com sendo do século 9.

Os recipientes que transportava sugerem que a embarcação navegava no Mar Negro, transportando mercadorias a partir de Crimea para Kersonesos. Uma equipa de pesquisadores da Universidade de Istambul está a restaurar o navio. [Livescience]

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)