Japão vai construir muro gigante de gelo em Fukushima

2
Japão vai construir muro gigante de gelo em Fukushima
O Regulador nuclear do Japão na passada segunda-feira aprovou um plano para congelar o solo sob a usina nuclear de Fukushima para tentar retardar o acúmulo de água radioativa, disseram autoridades.

A Autoridade do Regulamento Nuclear examinou os planos da Tokyo Electric Power Co (TEPCO) para a construção de uma parede de gelo subterrânea na usina nuclear de Fukushima Daiichi, a partir de junho, disseram as autoridades regulatórias.

A parede tem a intenção de bloquear as águas subterrâneas de encostas próximas que foi fluindo sob a usina e misturou-se com água contaminada usada para resfriar reatores que entraram em colapso após um terremoto e um tsunami em março 2011.

Segundo o plano, que é financiado pelo governo japonês, a empresa distribuirá um refrigerante especial através de tubos no solo para criar a parede congelada de 1,5 quilómetros que vai conter o fluxo das águas subterrâneas.

"Tivemos alguns problemas, incluindo a possibilidade de que parte do terreno pudesse afundar", disse um oficial sob condição de anonimato.

"Mas não houve grandes objeções ao projeto durante a reunião, e concluímos que a Tepco pode ir em frente com pelo menos parte do projeto como proposto depois de passar por procedimentos mais necessários".

No entanto, a Tepco pode ter de rever outras partes do projeto devido a temores de que possam afetar as estruturas existentes na usina, tais como drenos subterrâneos, acrescentou. A ideia de congelar uma parte do terreno, que foi proposto para Fukushima no ano passado, tem sido utilizada na construção de túneis perto de cursos de água.

Lidar com a enorme e crescente, quantidade de água na usina danificada pelo tsunami está a provar ser um dos maiores desafios para a TEPCO, enquanto tenta limpar a bagunça depois do pior desastre nuclear de uma geração.

Assim como toda a água utilizada para manter os reatores quebrados resfriados, a instalação também tem que lidar com a água que segue o seu caminho ao longo de cursos de água subterrâneos desde as montanhas até ao mar.

Na semana passada a TEPCO começou um sistema de derivação que desvia as águas subterrâneas para o mar para tentar reduzir o volume de água contaminada. No entanto, o desmantelamento total da usina de Fukushima deve durar várias décadas.

Uma área ao redor da usina permanece fora dos limites e os especialistas alertam que alguns assentamentos podem ter que ser abandonados por causa de altos níveis de radiação presentes no local. [Phys.org]
Temas

Enviar um comentário

2Comentários
  1. Nossa, é surreal imaginar que seja possível construir uma parede de gelo, embora essa seja subterrânea, porque se fosse externa eu fico pensando como ela não derreteria

    ResponderEliminar
  2. kkk pegarão a ideia de game of thrones

    ResponderEliminar
Enviar um comentário