Pentágono tem documento sobre ataques zumbis

0
Pentágono tem documento sobre ataques zumbis
Quem nunca brincou de fugir de zumbis enquanto criança, ou se perguntou o que faria no meio de um ataque de zumbis depois assistir aos inúmeros filmes e séries passados nesse contexto? [Zumbis: A verdadeira história]

Mas por que razão o Pentágono tem um plano montado para o caso da necessidade de defesa da humanidade diante de uma ameaça zumbi? Será que os militares ficaram loucos?

Essa foi a impressão deixada quando veio a publico o documento chamado CONPLAN 8888, guardado nos arquivos do Departamento de Defesa dos EUA e que foi revelado pela revista Foreign Policy.

Segundo esse documento, há sugestões do que deveria ser feito pelos militares em vários tipos de cenários no caso de um ataque de zumbis. No pior dos cenários, há uma descrição de táticas que poderiam ser adotadas caso ocorresse uma rápida transmissão, com zumbis comendo humanos.

Ainda de acordo com o mencionado documento, os militares norte-americanos deveriam lutar para defender a vida de todos os humanos, independentemente da filiação política, implicando mesmo a defesa dos povos inimigos.

Sendo questionado sobre essa história de zumbis, o Pentágono afirmou que o documento existe mesmo e não faz parte de teorias da conspiração. Contudo, ele teria sido criado para fins de treinamento dos ingressantes no Comando Estratégico dos EUA.

Ainda segundo o Pentágono, "o documento é identificado como uma ferramenta de treinamento interno no qual os nossos alunos aprendem os conceitos básicos de planeamento militar e se desenvolvem através de um cenário de treinamento fictício".

Ou seja, já imaginou se o Pentágono chamasse aos seus inimigos fictícios russos, cubanos ou afegãos? Ao menos, no caso dos zumbis, não há problemas diplomáticos. Tudo em nome da criatividade, por mais estranha que essa ideia pareça. [History]
Temas

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)