Anorexia: Causas, sintomas e tratamento

Anorexia: Causas, Sintomas e Tratamentov
Anorexia nervosa envolve uma obsessão com alimentos e peso que pode acabar a consumir a vida de uma pessoa.

É definida como a necessidade intensa de limitar drasticamente a ingestão de comida para produzir perda de peso.

A anorexia é muitas vezes pensada ser uma doença que se limita ao género feminino, mas isso não é verdade. O foco de hoje na magreza e beleza levou a anorexia a ser uma preocupação importante nos jovens de ambos os géneros.

Centenas de sites não só incentivam o comportamento anoréxico, mas também fornecer dicas sobre como praticar esse tipo de comportamento. Estes sites abrangem informações sobre como ocultar o vómito, comer menos, sentir-se completo sem comer muito, entre outras dicas.

Embora esses sites se concentrem em comer, a doença tem menos a ver com os alimentos e mais com o controle. Aqueles que sofrem de anorexia procuram uma maneira de lidar com os problemas emocionais, de modo que tentam encontrar algo na sua vida que possam ter poder.

O alimento é algo que é uma constante na vida de uma pessoa, por isso pode ser facilmente controlado, cumprindo esse objetivo e desejo de poder.

Causas


Tal como acontece com muitas doenças mentais, as causas exatas da anorexia são difíceis de identificar, mas a pesquisa científica tem ajudado a estreitar o campo das causas prováveis. [Anorexia pode estar relacionada com autismo]

Por exemplo, embora as imagens da mídia de mulheres magras e modelos de moda sejam muitas vezes acusadas de causar ou contribuir para a anorexia, a pesquisa mostrou que a doença tem um forte componente genético.

"Estudos de famílias têm consistentemente demonstrado que a anorexia nervosa ocorre em famílias", afirma Cynthia Bulik num estudo publicado em 2007 na revista Annual Review of Nutrition.

Walter Kaye, da Universidade da Califórnia, e um dos principais pesquisadores sobre transtornos alimentares, concorda que grande parte da preocupação e alarme sobre os modelos de moda magros e outras imagens da mídia está equivocada.

A evidência até agora sugere que a anorexia é causada (ou pelo menos fortemente influenciada) pela genética. Se for verdade, isso pode significar que as pessoas com a doença podem ser tratadas com terapia genética.

Sinais de anorexia


O sinal mais evidente de anorexia é não comer, mas pode haver outras maneiras, de uma pessoa com anorexia poder controlar a ingestão de calorias. Por exemplo, alguns fazem exercício excessivamente para queimar calorias.

Para um observador, isso pode parecer uma atividade saudável, porque é difícil de controlar o quão frequentemente a pessoa com anorexia faz exercício. A pessoa que sofre de anorexia também pode comer grandes quantidades de alimentos num curto espaço de tempo.

Depois, para se livrar da comida, a pessoa vai usa laxantes, diuréticos ou enemas, ou provoca vómitos para expelir os alimentos. O objetivo número um de uma pessoa com anorexia é a perda de peso a qualquer custo.

Para atingir este objectivo, as pessoas com anorexia mentem sobre o quanto comeram, afastam-se da família ou amigos e ficam em casa em vez de ir a eventos sociais. Muitas vezes ficam mal-humorados, deprimidos, obsessivos sobre o peso, e desinteressados com coisas que gostavam.

Sintomas da anorexia


Porque o alimento é o combustível para o corpo, restringir a ingestão de alimentos pode causar mudanças drásticas. A perda de peso é o mais perceptível, mas por dentro, o corpo deteriora muito rapidamente.

A desnutrição leva a problemas cardíacos, prisão de ventre, pressão arterial baixa, osteoporose, inchaço nos braços e pernas, hemogramas anormais, perda da menstruação, desidratação e até mesmo insónia.

Enquanto alguém que sofre de anorexia pode dizer que está a tentar parecer melhor, a doença, muitas vezes rouba a uma pessoa o seu aspecto bom. O cabelo fica frágil ou pode até cair, os dedos ficam azuis, a pele torna-se seca e uma camada suave de cabelo vai crescer por toda a pele.

A fadiga de anorexia também pode deixar a pessoa pálida, com grandes círculos sob os olhos. Tais sinais são contrários ao desejável pela pessoa, que tenta adquirir uma imagem de maior beleza, tendo assim um resultado totalmente paradoxal.

Anorexia vs bulimia


Muitas pessoas pensam que a anorexia e a bulimia são intercambiáveis. Apesar de ambos serem transtornos da alimentação, eles são diferentes. A anorexia envolve principalmente não comer ou limitar a ingestão de alimentos por longos períodos de tempo.

Por outro lado, a bulimia envolve a purgação de comida ou a restrição de alimentos a curto prazo. Os sintomas de anorexia e bulimia sobrepõe-se, de modo que os médicos utilizam um teste simples para determinar se uma pessoa sofre de anorexia ou bulimia.

Se uma pessoa baixa em 15 por cento ou mais o seu peso corporal ideal, é considerada anoréxica. Se mantiver um peso corporal normal, ou se até for mais pesada, então será logicamente considerada bulímica.

Devido à perda de peso e má nutrição, os efeitos da anorexia no organismo são muitas vezes mais graves do que os da bulimia. Por exemplo, as pessoas com bulimia geralmente têm problemas nas gengiva e dentes devido à purgação.

Embora esses dois distúrbios alimentares sejam diferentes, uma pessoa pode sofrer de ambos ao mesmo tempo ou separadamente ao longo das suas vidas.

Tratamento da anorexia


Apenas um em cada dez homens e mulheres com transtornos alimentares recebe tratamento, embora o tratamento seja muito importante para a sobrevivência das pessoas afectadas. Os transtornos alimentares matam mais pessoas do que qualquer outra doença mental, de acordo com o American Journal of Psychiatry.

Uma vez que a anorexia pode causar muitos problemas no corpo, o primeiro passo é o tratamento dos sintomas. Por exemplo, hidratar e usar medicação que pode ajudar com arritmias cardíacas causadas pela falta de alimentação seria uma prioridade.

Uma vez que os sintomas estejam resolvidos, serão tomadas medidas para ajudar a pessoa a ganhar peso, enquanto se resolvem os problemas mentais subjacentes à doença. Terapia, antidepressivos ou outras medicações psiquiátricas e hospitalização são tratamentos utilizados para tratar a anorexia.

Apesar de a anorexia nervosa ser uma doença grave, ela não precisa de ser uma sentença de morte. Estender a mão aos aflitos com anorexia e auxiliá-los na obtenção da ajuda de que precisam pode fazer uma grande diferença. [Livescience]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário