Mulher grava o seu próprio AVC para ajudar médicos (com video)

0
Mulher grava o seu próprio AVC para ajudar médicos (com video)
Uma mulher de 49 anos de Toronto foi recentemente rejeitada por médicos depois de afirmar ter sintomas de AVC. Para os médicos ela estava apenas stressada.

Mas quando os sintomas voltaram, ela fez um vídeo selfie para fornecer a prova definitiva de que estava a ter um AVC.

Em abril, o rosto de Stacey Yepe congelou e ela tinha dificuldade em falar. Temendo ser um acidente vascular cerebral, ela foi para uma sala de emergência local, mas os testes foram claros e os médicos ofereceram-lhe apenas dicas sobre como gerir o stress.

No entanto, dois dias depois de lhe ter sido dada alta, enquanto conduzia o seu carro, o lado esquerdo do seu corpo ficou dormente. Ela então parou, agarrou no seu smartphone, e apertou o botão de gravação.

No vídeo vê-se a mulher a dizer "A sensação está a acontecer de novo". "Está tudo dormente no lado esquerdo", diz ela enquanto aponta para o lábio inferior, tentando sorrir. Yepes lembra que os médicos disseram para respirar calmamente e tentar gerir o stress, e ela diz que está a tentar.

"Eu não sei por que isso está a acontecer-me". Cerca de um minuto depois, ela mostra que é difícil levantar a mão. "Eu acho que foi só para mostrar a alguém, porque eu sabia que não era relacionado com o estresse", disse ela numa entrevista à CBS.

"E eu pensei que se eu pudesse mostrar a alguém o que estava a acontecer, eles teriam uma melhor compreensão", acrescentou. Depois de ir ao Hospital Monte Sinai, no centro de Toronto, Yepes foi encaminhada para o centro de AVC do Hospital Ocidental de Toronto, no Canadá.

O vídeo finalmente convenceu os médicos de que ela estava a ter um ataque isquémico transitório, também chamado de mini-AVC. Além do mais, os médicos estão a usar o vídeo como uma ferramenta para ajudá-los a reconhecer melhor mini-AVCs quando estão a acontecer. [io9]

Temas

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)