Gravida pode tomar açaí? Nem sempre... Explicamos tudo!

Gravida pode tomar açaí? Nem sempre... Explicamos tudo!

Falar do Brasil e não falar de açaí é praticamente impossível. Nós simplesmente amamos essa fruta afrodisíaca! Existem várias formas de preparo do açaí, desde a produção de sucos até os mais deliciosos sorvetes. Que ele caiu no gosto dos brasileiros isso é fato. Mas será que a grávida pode tomar açaí?

Chegou o dia de acabar com todas as dúvidas sobre esse assunto!

Como todo alimento, o açaí está passível de riscos, principalmente no que se confere a sua produção e processos industriais. Como normalmente isso ocorre nos bastidores pode gerar certa insegurança nos consumidores, o que não é para menos.

Acontece que existem normas e regulamentos que visam garantir a qualidade e padronização da produção de açaí e todos os produtos que derivam dele.

Com as dicas que lhe daremos você estará pronta(o) para resolver a grande questão que está se perguntando agora mesmo: Se gravida pode ingerir açaí sem problema.

Grávida pode tomar açaí? Os riscos por detrás do seu consumo


Quem compra a poupa da fruta precisa prestar atenção nas embalagens e nos rótulos, onde deve haver todas especificações e informações nutricionais do produto, além selos de aprovação, principalmente o número de registro.

O órgão que gera e aprova os lotes da fruta, garantindo a comercialização do produto, é o Ministério da Saúde. Além do mais, o número de registro indica que a empresa cumpriu com todos os requisitos sanitários estipulados pelo Ministério da Agricultura.

Havendo a certeza da boa procedência os riscos deixam de existir. Do contrário, é possível que o inseto barbeiro possa estar presente na poupa do açaí, ou, ter estado nele, defecando no mesmo; o que pode culminar na grave doença de chagas.

Mas esteja tranquila(o), a grávida pode comer açaí quando compra e consome a poupa que cumpre os requisitos estipulados pelos Ministérios.

Por isso é importantíssimo estar atento aos locais que você frequenta para assegurar que eles adquiram somente poupas de açaí que estejam de acordo com as normas sanitárias.

Para além disso é importante salientar que açaí não gera dor no pé da barriga nas grávidas, pelo menos de forma geral, tendo como excepções algum tipo de alergias.

O açaí é um alimento completo que pode trazer inúmeros benefícios para a gestante


O açaí é um alimento completo que pode trazer inúmeros benefícios para a gestante


Agora que você já sabe que sim, a grávida pode comer açaí – desde que compre a poupa que contenha o número de registro – chegou a hora de descobrir os inúmeros benefícios dessa deliciosa fruta!

O açaí é tido como uma fruta completa. A razão disso é que ele contém várias vitaminas e outros componentes saudáveis. Confira agora quais são eles:

  • Vitamina B1 – promove o processamento dos carboidratos, de gorduras e até mesmo do álcool, e muito mais;
  • Vitamina B2 – colabora na digestão das proteínas e outras substâncias, também preserva a saúde da pele, dos olhos, além de outros benefícios;
  • Vitamina B3 – atua na remoção de substâncias tóxicas do corpo, auxilia na digestão de gorduras, proteínas, carboidratos, e promove vários outros benefícios à saúde;
  • Vitamina C – traz benefícios para a pele, cicatrização, previne resfriados e colabora para a melhora no quadro geral da saúde de muitas formas;
  • Vitamina E – previne o câncer e enfermidades na pele, é antioxidante e possui várias outras qualidades;
  • Cálcio – responsável pela saúde óssea;
  • Ferro – ajuda na prevenção da anemia, melhora a saúde do coração, do musculo esquelético, além de proteger contra lesões e muito mais;
  • Ácido fólico – vitamina B9, previne a anemia;
  • Ômega 9 – ajuda a formação das células, entre outros.

Sabendo de tantos benefícios tenho certeza que você está começando a ter aquela imensa vontade de saborear a fruta; afinal, grávida pode comer açaí!

Gravida pode comer açaí!


As vitaminas e complexos presentes no açaí atuam no fortalecimento do sistema imunológico, ajudando tanto na saúde da grávida (e consequentemente na do bebê), quanto provendo substâncias que ajudam na formação do feto, tal como o cálcio.

Também fique de olho nas combinações do açaí e na quantidade de calorias


Além dos aspectos sanitários, preste atenção em como anda a sua dieta e o seu consumo diário de calorias. O excesso de peso durante a gravidez pode gerar vários problemas de saúde, normalmente inchando os pés e causando muita dor, além de causas as temidas estrias.

E não é só isso...

A obesidade é uma vilã para a gestante, pois pode gerar a mortalidade infantil, diabetes gestacional e até mesmo abortos! Existem vários outros perigos e consequências que, honestamente, nem precisam ser mencionados neste artigo. Mas fica o alerta, pois esse é um aspecto muito importante – o açaí deve ser um bem-feitor e não um vilão para a gestante.

Normalmente, ele não é um alimento muito calórico, exceto quando combinado com sorvetes, paçocas, xaropes e outros ingredientes com alto índice de calorias. Então fique de olho nesses fatores e faça a escolha certa para a sua dieta.

Se possível, peça conselhos ao seu médico ou nutricionista, pois a boa alimentação ajudará no desenvolvimento da criança, que nascerá mais forte, mais saudável e, consequentemente, mais feliz. E todo o bem que você fizer ao bebê, receberá em dobro (e vice-versa), afinal, vocês são parte um do outro!

Em caso de dúvidas consulte seu médico, ele não hesitará em respondê-la e orientá-la da melhor forma possível.

Créditos do autor: Saúde Vital

PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário