Metanfetaminas Podem Combater a Gripe, Sugere Estudo


http://www.ciencia-online.net/2012/11/metanfetaminas-podem-combater-gripe.html
As metanfetaminas matam as células cerebrais, servem de combustível para a cárie dentária, carregam o corpo com toxinas e enfraquecem o coração, os músculos e o sistema imunológico. Mas esta droga também pode ter propriedades de combate à gripe, sugere uma nova pesquisa.

Um grupo de cientistas do National Health Research Institutes em Taiwan propôs-se a estudar como a metanfetamina interage com o vírus influenza A em células pulmonares. Pesquisas anteriores já haviam sugerido que o abuso crónico de "meth" torna os indivíduos mais suscetíveis a agentes patogênicos, como o HIV. A equipa queria investigar como a droga pode reduzir a resistência dos usuários ao vírus da gripe.

Eles recolheram culturas de células epiteliais do pulmão humano, e expuseram nas a diferentes concentrações de metanfetamina e, em seguida, infectaram um deles com a variante do vírus H1N1 humano. 30 a 48 horas após a infecção, as células tratadas com metanfetaminas tinha uma concentração muito mais baixa do vírus do que o grupo de controle, disseram os pesquisadores. 

"Relatamos a primeira prova de que a metanfetamina reduz significativamente, em vez de aumentar, a propagação do vírus e da suscetibilidade à infecção da gripe em humanos", escreveram os pesquisadores, liderados por Yun-Hsiang Chen.

Nenhum médico recomendaria que você consumisse meth para combater a gripe este inverno, mas os pesquisadores disseram que o seu estudo poderia ajudar a encontrar outros compostos mais seguros, que têm o mesmo efeito.

"Esta descoberta encoraja fortemente o trabalho futuro para investigar se outros compostos, estruturalmente similares à metanfetamina, pode inibir a produção de influenza A e ser usado para prevenir ou aliviar a gripe", escreveram eles. O estudo foi publicado online a 6 de Novembro na revista PLoS ONE.


PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Publicar um comentário