Esquema de recolocação de Elefantes não consegue evitar mortes

0

http://www.ciencia-online.net/2012/12/esquema-de-recolocacao-de-elefantes-nao.html
Uma tentativa para salvar tanto a vida dos elefantes, como das pessoas, que passou pela mudança dos  paquidermes para longe dos seres humanos, falhou no Sri Lanka, segundo um novo estudo.

Em vez dos elefantes realocados viverem pacificamente nas suas novas casas, os pesquisadores descobriram que eles vaguearam. Os elefantes realocados morreram mais vezes do que os elefantes problemáticos deixados na sua terra original. De igual forma, também mataram mais pessoas do que os elefantes que permaneceram por realocar.

"Ficamos surpresos que a translocação não resolvesse o conflito, nem salvasse os elefantes", disse o pesquisador Peter Leimgruber, cientista pesquisador do Smithsonian Conservation Biology Institute. Os conflitos entre elefantes e humanos são um grande problema, como um incidente a 4 de novembro ilustra. Naquele dia, uma manada de elefantes teriam saqueado três casas na aldeia de Dumurkota, Índia.

No Sri Lanka, cerca de 70 pessoas e 200 elefantes asiáticos morrem a cada ano como resultado do conflito humano-paquiderme, de acordo com o Smithsonian. Uma solução comum é mover os elefantes para áreas protegidas, como parques nacionais. Mas um novo estudo usando colares com GPS para rastrear elefantes descobriu que realocar os animais fez pouco para a sua proteção. 

Os pesquisadores acompanharam 12 elefantes macho realocados e compararam-nos com 12 elefantes machos deixados em suas terras. Todos os 24 elefantes eram elefantes "problemáticos", o que significa que tiveram uma história de conflito com os humanos. Dois dos elefantes realocados foram mortos nos parques nacionais para onde tinham sido movidos. 

O resto tinha andado fora dos limites do parque 260 dias após a realocação. Os elefantes, quer errantes ou devolvidos ao seu habitat original, quer liquidados em algum lugar novo, quase sempre voltaram a envolver-se com os seres humanos novamente. Cinco deles morreram no prazo de oito meses após a realocação. Os elefantes realocados também foram responsáveis ​​pela morte de cinco pessoas nesse período de tempo.

Os elefantes deixados nas suas terras não mataram ninguém, embora um elefante tenha sido baleado e morto. Existem apenas 35.000 a 50.000 elefantes asiáticos na natureza, tornando a sua conservação prioritária. Mas os conflitos frustram esse objetivo, segundo os pesquisadores. Os pesquisadores sugerem que os planos de uso da terra que minimizam a invasão das culturas pode ser mais eficaz do que os elefantes serem movidos para longe.
Temas

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)