Podem os seios de uma mulher grávida revelar se o bebé é menino ou menina?


http://www.ciencia-online.net/2013/03/podem-os-seios-de-uma-mulher-gravida.html
Contos da carochinha sobre bebés abundam e, talvez, nenhum é mais duradouro do que aqueles que dão o género do bebé, se é menino ou menina.

Uma velha máxima diz que um pontapé de um bebé a descansar alto e apertado na barriga de uma mulher anuncia o nascimento de um menino, enquanto um pontapé do bebé que fica baixo e largo no abdómen da mãe é um sinal certo de uma menina. 

Mas as pessoas estão a procurar no lugar errado, disse a jornalista de ciência Jena Pincott, que afirma que é a forma dos seios de uma mulher - e não o local da sua barriga - que revela o género da criança.

No seu novo livro, "Amantes do chocolate têm bebés mais doces?" (Souvenir Press, 2013), Pincott  afirma que as mães que transportam meninas desenvolvem seios maiores do que as que transportam meninos. Segundo Pincott, os seis de uma mulher que carrega uma menina aumentam em cerca de 8 centímetros, enquanto os de uma mulher que carrega um menino crescem apenas 6,3 cm. 

Para a autora, essa diferença deve-se à quantidade de testosterona que um feto macho cria - a hormona amortece o crescimento dos seios da mãe. O espermatozóide do pai determina o género de sua prole: Enquanto uma mulher sempre fornece um cromossoma X a uma criança, os espermatozóides fornecem tanto um segundo cromossoma X para uma menina (XX), ou um cromossoma Y para um menino (XY). 

No mundo, há cerca de 107 homens concebidos para cada 100 mulheres concebidas, devido à idade dos pais, stress, fase do ciclo de ovulação da mãe, entre outros fatores. A forma mais precisa de dizer o género de um feto em desenvolvimento continua a ser a amniocentese, que é 100% precisa, mas carrega um pequeno risco de aborto. Um ultra-som é mais seguro, mas pode ser impreciso na determinação do género de um bebé se for realizada antes das 18 semanas de gravidez.

Um estudo de 2011 do Journal of American Medical Association revelou que os testes de análise de sangue da mãe para o ADN fetal após sete semanas podem identificar corretamente um feto masculino cerca de 95% do tempo e um feto feminino cerca de 98% do tempo. Os testes de urina para revelar o género de um bebé, no entanto, são notoriamente imprecisos e podem ser melhores do que atirar uma moeda ao ar, de acordo com médicos especialistas.
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário