Será que o coração tem um sentido de cheiro?

O seu nariz pode não ser o único órgão capaz de sentir os aromas atraentes do café torrado ou do pão acabado de cozer.
Esses sensores também são encontrados no coração, pulmões e sangue, mostrou uma nova pesquisa.


"Mas isso significa que, por exemplo, o coração 'cheira' o bife que você comeu? Nós não sabemos a resposta para essa pergunta", disse Peter Schieberle, químico de alimentos na Universidade Técnica de Munique e do Centro de Pesquisa Alemão de Química Alimentar.

Schieberle descreveu os resultados ontem (7 de abril) num encontro da Sociedade Química Americana, em Nova Orleans. Quando os compostos químicos no ar, oriundos de alimentos e outras substâncias, entram no nariz, eles se ligam a receptores olfativos, provocando uma cascata que diz ao cérebro que algo cheira. 

Pensava-se que esses receptores apenas existiam no tecido muco-carregado no dorso do nariz, mas a evidência crescente sugere que outros órgãos também os possuem. Por exemplo, as células de esperma são conhecidas por conterem receptores de odor, que se pensa desempenharem um papel importante na ajuda da localizar do óvulo por parte do esperma. 

Crescente evidência sugere agora que esses receptores são encontrados também no coração, nos pulmões e no sangue. Schieberle e os seus colegas descobriram recentemente que as células de sangue humano são atraídas para moléculas associadas a certos odores.

Quando os cientistas colocaram os glóbulos de um lado de um recipiente dividido e um composto de cheiro, do outro lado, as células do sangue migraram na direcção do odor. Não está claro se esses compostos de odor funcionam da mesma maneira no corpo como fazem no nariz, disse Schieberle, mas ele espera descobrir.

Schieberle trabalha no campo que procura entender quais os compostos de aroma que são importantes para o gosto e cheiro humanos. Tal campo científico ajuda a explicar as características dos alimentos que são agradéveis, ou não, ao paladar, tacto e cheiro.

Em particular, Schieberle interessasse pelos aromas complexos envolvidos em alimentos como chocolate ou café. Os receptores de odor são um tipo de proteína com receptor G acoplado. Embora existam cerca de 400 desses receptores de cheiro no corpo humano, existem apenas cerca de 27 receptores gustativos.

Até agora, a maioria das pesquisas sobre alimentos e gosto tem incidido sobre os componentes de alimentos, ao invés de como eles são percebidos, disse Schieberle.
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários:

  1. Será que os chineses já sabiam disto há milhares de anos ao valorizarem tanto na sua dieta os sabores dos alimentos e o tropismo diferenciado dos mesmos para os diversos órgãos internos? A dietoterapia chinesa reforça a importância dos sabores, que teriam uma função que vai além do paladar. Eles são divididos em: picante, doce, salgado, amargo e ácido. Cada um dos cinco sabores provoca uma reacção diferente no organismo consoante o órgão para o qual tem afinidade. Fascinante a MTC, Felizmente a ciência cada vez da´conta disso.

    ResponderEliminar