A Senhora de Fátima e o Milagre do Sol


http://www.ciencia-online.net/2013/05/a-senhora-de-fatima-e-o-milagre-do-sol.html
A história de um milagre famoso em Fátima, Portugal, começou em maio de 1917, quando três crianças (idades de 7, 9 e 10) afirmaram ter encontrado a Virgem Maria a caminho de casa depois de cuidarem do rebanho de ovelhas. 

A menina mais velha, Lúcia foi a única a falar com ela, e Maria disse às crianças que ela reapareceria no dia treze dos próximos seis meses. Em seguida, ela desapareceu.

As crianças logo disseram a seus pais, e enquanto alguns na aldeia não acreditavam no seu conto, outros acreditaram - e disseram a mais pessoas. À medida que as semanas e os meses passavam, mais e mais fiéis fizeram peregrinações a Fátima, onde as crianças afirmaram receber visitas de Maria. Ainda ninguém via a Virgem Maria, em vez disso, os adultos reuniam-se e ficavam fascinados com a Lúcia a assumir a liderança e a começar a descrever as suas visões.

Foi a aparição final de Maria, em 13 de outubro de 1917, que se tornou a mais famosa. No seu livro "À procura de um milagre", Joe Nickell afirma que "cerca de 70 mil pessoas estavam presentes no local, antecipando a última visita da Virgem e com muitos na expectativa de que ela seria um grande milagre". Tal como antes, a figura apareceu e, novamente, apenas para as crianças. Identificando-se como "a Senhora do Rosário", ela pediu arrependimento e a construção de uma capela no local. 

Após prever um fim da I Guerra Mundial e dando as crianças certas visões não reveladas, a senhora levantou as mãos para o céu. Nisso Lúcia exclamou: 'O sol! Como toda a gente olhou para cima e viu que um disco prateado surgiu de trás de nuvens, eles experimentaram o que é conhecido como o 'milagre do sol' ".

http://www.ciencia-online.net/2013/05/a-senhora-de-fatima-e-o-milagre-do-sol.html
Nem todos relataram a mesma coisa, alguns dos presentes afirmaram ter visto o sol dançar em torno dos céus, outros disseram que o sol veio em direção à Terra num movimento de zigue-zague que os levou a temer que pudesse colidir com o nosso planeta. Algumas pessoas relataram ter visto cores brilhantes a girar fora do sol num teste padrão psicadélico, e milhares de outras pessoas presentes não viram nada de anormal.

Todo o evento levou cerca de 10 minutos, e esse Milagre do Sol, como ficou conhecido, é um dos mais conhecidos eventos de Fátima. Então, o que realmente aconteceu em Fátima? O que os milhares de jornalistas e testemunhas viram? Podemos começar por referir que sabemos com certeza o que não aconteceu: O sol realmente não dançou no céu. Sabemos disso porque, é claro, todos na Terra está sob o mesmo sol, e se a estrela mais próxima de nós morrer de repente alguns biliões de pessoas certamente notariam.

Isto sugere que a experiência foi outra coisa. No seu livro, Nickell sugeriu que a multidão viu um sundog, um pedaço de luz que às vezes aparece ao lado do sol. Sundogs são estacionários, no entanto, por isso não explica porque as pessoas pensavam que viam o sol a mover-se. Então, talvez a "dança do sol" tenha aparecido nas mentes e percepções daqueles peregrinos presentes - e não no céu acima deles. Deve haver, portanto, uma explicação psicológica e, de fato, podemos encontrar uma: uma ilusão de ótica causada por milhares de pessoas para o céu, esperando, esperando, e até mesmo rezando por algum sinal de Deus. 

http://www.ciencia-online.net/2013/05/a-senhora-de-fatima-e-o-milagre-do-sol.html
É claro que é perigoso olhar diretamente para o sol, para evitar danificar permanentemente a sua visão, aqueles em Fátima naquele dia estava a procurar no céu em torno do sol, que, se você fizer isso por muito tempo, pode dar a ilusão da Sol se move. O fato de que pessoas diferentes experimentaram coisas diferentes - ou nada - também é uma forte evidência de uma explicação psicológica. Ninguém sugere que aqueles que relataram ter visto o Milagre do Sol - ou quaisquer outros milagres de Fátima noutro lugar - estejam a mentir ou a falsificar. Em vez disso, muito provavelmente, experimentaram o que eles afirmaram, no entanto, a experiência pode ter ocorrido principalmente nas suas mentes.

E os três pastorinhos cujas visões de Maria colocam Fátima no mapa religioso? Não está claro que eles tenham visto alguma coisa. Para os crentes, fazia sentido que Maria só pudesse aparecer (e falar ao mundo) através de inocentes crianças camponesas, usando o seu humilde estatuto para transmitir as suas mensagens de paz e salvação espiritual. Os céticos, no entanto, observaram que não havia nenhuma evidência real de quaisquer milagres que ocorreram, e sugeriram que Lúcia era uma menina imaginativa que influenciou os seus sugestionáveis ​​primos mais novos.

Havia outros aspectos menos conhecidos da história de Fátima, incluindo revelações secretas e profecias dadas a Lúcia, como observa Nickell, muitas das "profecias" eram verdadeiras, mas foram escritas depois de ocorrerem, e, portanto, não eram verdadeiras profecias. Além disso, houve provavelmente um elemento de histeria em massa envolvida, onde uma pessoa vê algo e fica animado com isso, e outros alimentam-no e começar a ver coisas semelhantes por si mesmos. 

http://www.ciencia-online.net/2013/05/a-senhora-de-fatima-e-o-milagre-do-sol.html
Isso não é perigoso nem incomum. A sugestão em massa pode ser muito poderosa, e não é difícil encontrar exemplos em que a mente religiosa vê imagens que não podem realmente existir. Na verdade, Fátima é apenas uma das centenas de aparições alegadas serem da Virgem Maria ao longo dos séculos. Dezembro de 2010, por exemplo, foi uma temporada especialmente ocupado por Maria, que começou quando uma mulher chamada Mari Valenzuela de Alhambra, na Califórnia, notou uma imagem da Virgem Maria na sua vela derretida. 

O caroço, cerca de uma polegada de altura e feito de cera branca e macia, assemelhava-se à cabeça e ao torso de uma mulher. Valenzuela mostrou o milagre ao seu sacerdote, que lhe assegurou que era um sinal de que a sua vida estava no caminho certo. A Virgem Maria apareceu também perto de uma churrasqueira de quintal em McAllen, Texas, quando um convidado notou que um nó oval escuro numa cerca de madeira parecia Maria, e a sua presença foi creditado com a ajuda de uma mulher recuperar bem de uma cirurgia recente. 

Então, alguns dias antes do Natal, uma mulher de Dallas, Texas, fotografou uma imagem transparente, oblonga através da janela traseira de sua Ford Expedition que ela acreditava que era da Virgem Maria. Não é surpreendente que as formas em forma humana possam ser interpretadas como figuras religiosas, especialmente em torno dos feriados religiosos. As pessoas vêem essas imagens pela mesma razão que eles vêem rostos nas nuvens. 

Esse fenómeno, chamado de pareidolia, é bem conhecido na psicologia e é a causa de muitos eventos supostamente misteriosas e miraculosos (incluindo o famoso "Jesus na Tortilla"). Se os avistamentos são o resultado de um milagre ou de um processo psicológico mundano, eles são recebidos pelos fiéis como verdadeiros e transcendentes.


PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

15 comentários:

  1. Triste e super cego esse autor,defeito violento é a força da consciencia objetiva, movimento evolutivo que isto é, sem nenhum amor apenas para conservar o domínio. O ser humano acha que porcausa de umas besteirinha de ciencia que ele sabe, acha que ja pode explicar tudo...coitados, não tem a minima consciencia do quao uma barata embusteira são...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. NUNCA HOUVE APARIÇÕES DE MARIA ....ISSO SEMPRE FOI INVENÇÃO DA MENTE HUMANA!

      JESUS NUNCA ENSINOU QUE SEUS DISCÍPULOS APARECERIAM PARA TRANSMITIR MENSAGENS A QUEM QUER QUE SEJA....

      SEJA INTELIGENTE DENTRO DAS ESCRITURAS SAGRADAS, E NÃO FORA DELAS. CRER EM "APARIÇÕES DA VIRGEM MARIA" É SER BURRO E IGNORANTE!
      .
      .

      Eliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Germana,

    "Em vez disso, muito provavelmente, experimentaram o que eles afirmaram, no entanto, a experiência pode ter ocorrido principalmente nas suas mentes."

    Em Fátima, existem testemunhos relativos a observações simultâneas do mesmo fenómeno, a cerca de 5 kms ou mais do local do evento principal. A sua menção exclui a hipótese de "um processo psicológico mundano".

    Cumprimentos.

    ResponderEliminar
  4. "Os céticos, no entanto, observaram que não havia nenhuma evidência real de quaisquer milagres que ocorreram, e sugeriram que Lúcia era uma menina imaginativa que influenciou os seus sugestionáveis ​​primos mais novos."

    Se Francisco foi sugestionado pela Lúcia, porque razão é que Francisco nunca ouviu o que Nossa Senhora lhe dizia? Alguém me sabe explicar?

    ResponderEliminar
  5. Muito fraquinha essa moça " cientista", talvez formada em curso por correspondência. Uma coisa que ela não sabia, mas agora ja sabe pois irei lhe explicar, é que os Milagres confirmam os visões. Que o sol nao dançou, e claro. Que não caiu, é claro. Mas que houve uma catarse coletiva provocada por alguém, que no caso cremos ter sido Deus, houve. A cientistazinha poderia dizer que foi o professor de faculdade dela que fez isso, é um direito dela. Mas a pena que dá, é uma pessoa estudar psicologia e querer discutir as coisas de Deus. Eu dou muita risada com isso.

    Um renomado médico, Alex Carrel, converteu-se ao Catolicismo após assistir a um Milagre feito por Deus em Lurdes. Esse médico era prêmio Nobel em medicina. Mas, curvou-se diante do poder de Deus.

    Olha," cientista". Se as visões ao longo da história e mensagens de Nossa Senhora não são verdadeiras, que dizer do Milagres que acontecem nos Santuários das aparições? Ou a psicologia também explica Milagres feitos por Deus ?

    Que dizer então de alguém que quer falar de psicologia, para explicar os feitos de DEUS ,SEMPRE ASSINADO POR MILAGRES?

    ResponderEliminar
  6. O que eu não entendo é o discurso ofensivo que religiosos usam para alfinetar pessoas que não tenham as mesmas ideologias. Sim, o artigo em questão pode ofender (por justamente desmistificar os fenômenos) muitas pessoas que como eu, acreditam nas aparições, mas respeito acredito que tanto cientistas como PRINCIPALMENTE religiosos deviam ter ao se dirigir a qualquer pessoa. O fato é que mesmo crendo nas aparições, sei que muitos que estavam la presentes, podem nao ter evidenciado nada pois a fé é algo muito pessoal e os milagres só acontecem em pessoas que tenham abertura pra que isso aconteça. Por favor, católicos...nao sejam hipócritas a ponto de defender a nossa crença com base na difamação do outro...

    ResponderEliminar
  7. O senhor acha que a imagem da Virgem de Guadalupe é também uma alucinaçã0???

    O senho acha que a dança do sol que acontece em Medjujorge é também alucinação??

    Se quiser pode ver a dança do sol com os seus olhos:

    https://www.youtube.com/watch?v=bQlHK9Gm6NU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. https://www.youtube.com/watch?v=jF6iNjkL29M

      Eliminar
  8. NUNCA HOUVE APARIÇÕES DE MARIA ....ISSO SEMPRE FOI INVENÇÃO DA MENTE HUMANA!

    JESUS NUNCA ENSINOU QUE SEUS DISCÍPULOS APARECERIAM PARA TRANSMITIR MENSAGENS A QUEM QUER QUE SEJA....

    SEJA INTELIGENTE DENTRO DAS ESCRITURAS SAGRADAS, E NÃO FORA DELAS. CRER EM "APARIÇÕES DA VIRGEM MARIA" É SER BURRO E IGNORANTE!
    .
    .

    ResponderEliminar
  9. Não sei se a Lúcia era imaginativa, mas talvez fosse. Acredito em Deus enquanto força universal, mas sem filhos nem enteados. Quanto ao "milagre do sol" de 1917, que não, porque ainda não era nascida, acredito que deve haver uma explicação natural para o que aconteceu, se é que aconteceu mais alguma coisa que histeria colectiva. A hipótese de ser um "sundog", ou parhelio, é muito viável, sendo um fenómeno, de certo modo raro, em que podem ser vistos "2, ou 3 sóis", mas sendo na realidade a luz do sol reflectida em partículas de gelo que se encontram em núvens do tipo cirro. Ao contrário do sol, o "sundog" move-se, chegando a realizar movimentos abruptos.

    As pessoas têm sido domesticadas numa fé conveniente (cristã, islâmica, etc), tendendo a recusar a explicação científica dos factos, como se religião e ciência não combinassem, mas combinam. Podemos ser religiosos e científicos, e até já houve muitos padres cientistas.

    ResponderEliminar
  10. Não sei se a Lúcia era imaginativa, mas talvez fosse. Acredito em Deus enquanto força universal, mas sem filhos nem enteados. Quanto ao "milagre do sol" de 1917, que não, porque ainda não era nascida, acredito que deve haver uma explicação natural para o que aconteceu, se é que aconteceu mais alguma coisa que histeria colectiva. A hipótese de ser um "sundog", ou parhelio, é muito viável, sendo um fenómeno, de certo modo raro, em que podem ser vistos "2, ou 3 sóis", mas sendo na realidade a luz do sol reflectida em partículas de gelo que se encontram em núvens do tipo cirro. Ao contrário do sol, o "sundog" move-se, chegando a realizar movimentos abruptos.

    As pessoas têm sido domesticadas numa fé conveniente (cristã, islâmica, etc), tendendo a recusar a explicação científica dos factos, como se religião e ciência não combinassem, mas combinam. Podemos ser religiosos e científicos, e até já houve muitos padres cientistas.

    ResponderEliminar
  11. Aos poucos a ciência vai esvaziando a fé. Antigamente eles queimavam a ciência em fogueiras, hoje xingam e esbravejam. Fazem isso pois sabem estar errados, têm medo que a ciência continue arruinando os últimos refúgios para sua fé irracional.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem querer faltar ao respeito�� apenas gostava de apresentar dois argumentos que claramente põem de parte essa ideia da ilusão ou histeria coletiva, que à primeira vista poderão ser até bastante convincentes e lógicos. Várias testemunhas, até mesmo pessoas de grande cultura, ateus e céticos podem confirmar, mesmo não tendo visto o milagre (alguns deles), que as suas roupas e o chão que antes estavam encharcados e lamacentos (o chão que aliás apresentava profundas possas de água devido à chuva torrencial) no final do milagre estavam secos e enchutos, sem possas nem lama, fazendo com que em 10 minutos aquelas pessoas passassem de um momento em que estavam encharcados até aos ossos para estarem secos como se não tivessem levado com chuva horas a fio ou como se não tivessem estado ajoelhados na água... e com o chão aconteceu a mesma coisa. Obviamente não podem ter alucinado com as roupas e o chão sexo (alias factos que se notam nas fotos após o milagre, penso eu��)
      Outro facto também importante é que o milagre foi visto num raio de pelo menos 40km, pelo que não poderá ser uma ilusão.
      Então, uma vez que ninguém o pode explicar o facto de 70000 pessoas terem visto aquilo e mais umas quantas em terras à volta penso que, então, ninguém tem o direito de insultar ou ofender outra pessoa por ter uma interpretação diferente.
      Bem-haja����

      Eliminar
    2. *seco e não sexo! Ahahah

      Eliminar