Memória episódica: Definição e exemplos

Memória episódica: Definição e exemplos

Memória episódica é a memória individual que uma pessoa tem de um determinado evento, por isso difere da lembrança da mesma experiência de outra pessoa.


Memória episódica é muitas vezes confundida com a memória autobiográfica. De facto, a memória autobiográfica envolve a memória episódica, no entanto, a última também se baseia na memória semântica.

Por exemplo, você sabe a cidade em que você nasceu e a sua data de nascimento, embora você não tenha memórias específicas de nascer.

Como as memórias episódicas se formam


Formar uma memória episódica envolve várias etapas únicas, cada uma das quais envolve um sistema separado do cérebro. O primeiro passo no processo é chamado de codificação, um processo que o cérebro passa sempre que você forma uma nova memória episódica.

Um outro passo no processo de formação de uma memória episódica é chamado de consolidação, que é basicamente a gravação do evento na sua memória de longo prazo. Isto ajuda a memória a tornar-se mais fortemente enraizada de modo a não ser perdida se o cérebro sofrer uma deficiência.

Ainda assim, a memória episódica pode ser afetada por traumas, hidrocefalia, tumores, doenças metabólicas tais como deficiência de vitamina B1, e doenças neurológicas como a doença de Alzheimer. O processo final envolve a recordação.

A recordação é um processo que provoca a recuperação da informação contextual referente a um incidente específico. Às vezes, uma lembrança da memória de longo prazo é recuperada quase sem esforço, mas outras vezes pode precisar de algo para provocá-la, como uma palavra, uma imagem ou até um cheiro.

Exemplos de memória episódica


As pessoas geralmente são capazes de associar determinados detalhes a uma memória episódica, como o que sentiram, o tempo e lugar, e outros elementos. Ainda não se compreende totalmente porque nos lembramos de certas situações na nossa vida, enquanto outras desaparecem das nossas memórias episódicas. 

Acredita-se que a emoção desempenha um papel fundamental na formação da memória episódica. Alguns exemplos de memória episódica:

  • Onde você estava e as pessoas com quem estava no 11 de setembro
  • As suas férias de esqui no inverno passado
  • A primeira vez que viajou de avião
  • O seu companheiro de quarto do seu primeiro ano na faculdade
  • Os detalhes sobre como você soube da morte de um parente
  • Temer água por ter sido derrubado por uma onda na praia enquanto criança
  • O seu primeiro dia num novo emprego
  • O filme que você viu no seu primeiro encontro com a sua esposa


Memória episódica vs Memória semântica


A memória episódica e a memória semântica são dois grandes tipos de memórias que fazem parte da sua memória de longo prazo, constituindo ambas a memória declarativa. Enquanto a memória episódica é a visão única e individual de um determinado episódio, a memória semântica são apenas fatos. [Memória semântica: Definições e exemplos]

Enquanto a noiva se lembra da data em que se casou - informação que não está em questão - as suas lembranças do evento vão diferir daqueles que participaram da cerimónia e até mesmo das lembranças do noivo.

Os pesquisadores observaram que, enquanto estas duas formas de memória são separadas, elas não operam necessariamente de forma totalmente independente. Em 1972, Endel Tulving, da Universidade de Toronto detalhou as diferenças entre memória episódica e semântica.

Ele observou que a memória semântica e episódica diferem em como funcionam e nos tipos de informação que processam. Assim, a formação de uma nova memória episódica é afetada por informações na memória semântica.

A memória deve passar pela memória semântica antes de ser cimentada em memória de longo prazo, como uma memória episódica, afirma Tulving. [Livescience]

Sugestões do editor:

PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário