Putnisite, o novo mineral descoberto na Austrália

0
Putnisite, o novo mineral descoberto na Austrália
Um mineral até então desconhecido, foi descoberto num local remoto na Austrália Ocidental.

O mineral, chamado putnisite, parece roxo e translúcido e contém estrôncio, cálcio, cromo, enxofre, carbono, oxigênio e hidrogênio, uma combinação muito incomum.


Enquanto dezenas de novos minerais são descobertas anualmente, é raro encontrar um que não esteja relacionado com substâncias já conhecidas.

"A maioria dos minerais pertencem a uma família ou um pequeno grupo de minerais relacionados, ou se eles não estão relacionados a outros minerais, muitas vezes são de um composto sintético - mas a putnisite é completamente original e sem relação a qualquer coisa", disse Peter Elliot.

"A natureza parece ser muito mais inteligente a sonhar com novos produtos químicos do que qualquer pesquisador em um laboratório", acrescentou Elliot, co-autor de um estudo que descreve a nova substância e pesquisador do Museu Australiano do Sul e da Universidade de Adelaide.

O material apresenta-se como pequenos cristais semi-cúbicos e é frequentemente encontrado no quartzo. A putnisite é relativamente macia, com uma dureza de Mohs de 1,5 a 2 (em 10), comparável ao gesso, e quebradiça.

Não está claro ainda se o mineral pode ter aplicações práticas ou comerciais. A putnisite foi descoberta durante a prospecção de uma mina no Lago Cowan, no sudoeste da Austrália, e foi nomeada em honra dos mineralogistas Andrew e Christine Putnis.

Os nomes dos minerais são geralmente propostos pelo descobridor, como aconteceu no presente caso. No entanto, o nome escolhido deve ainda ser aprovado pela Associação Mineralógica Internacional para ser validado. [Popsci]
Temas

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)