Conheça os parasitas que se fixam nos olhos (com video)

Conheça os parasitas que se fixam nos olhos (com video)
Conheça os parasitas que podem rastejar debaixo da sua pele e ir para os olhos deixando-o cego.

Um verme parasita chamado Onchocerca volvulus afeta 25 milhões de pessoas em todo o mundo numa das formas mais repugnantes possíveis.

As larvas deste pequeno verme, encontrado na África Subsaariana e na América Latina, pode viver por mais de 10 anos na pele de uma pessoa, e isso não é mesmo a pior parte - muitas vezes viajam para os olhos.

De acordo com Tommy Leung, professor de parasitologia e biologia evolutiva na Universidade da Nova Inglaterra, na Austrália, quase um terço das pessoas afetadas pelas larvas vai acabar com um desses parasitas nos seus olhos, ficando em sério risco de cegueira devido à infecção.

E, infelizmente, os vermes Onchocerca não são os únicos parasitas que adoram olhos. Como Leung explica outros parasitas platelmintos, Oculatrema hipopótamos vivem sob as pálpebras de hipopótamos africanos e vermes parasitas Philophthalmidae alimentam-se das lágrimas de aves. 

Já os flukes são um tipo de verme primitivo, encontrado em todo o mundo e que varia de poucos milímetros a vários centímetros de comprimento. Existem mais de 10.000 espécies conhecidas de vermes, e vários deles vivem no interior das vísceras de aves.

Embora possa parecer uma má ideia aos parasita danificarem os seus anfitriões - se o hospedeiro fica cego e morre, tem que encontrar um novo hospedeiro - para os vermes é um passo necessário para completar o seu ciclo de vida.

Os flukes tentam chegar ao corpo das presas de um pássaro, como um peixe ou um caracol, e cegam-nos parcialmente, fragilizando a sua capacidade de se esconder de predadores. Quando o pássaro come a presa, ele também come o verme, e a casualidade cumpriu a sua missão.

Mas para alguns animais, estranhamente, ter um parasita no olho não parece afetá-los. O tubarão da Gronelândia está infectado pelo parasita Ommatokoita elongata que mergulha um par de membros modificados diretamente no olho do tubarão e se alimenta da sua córnea.

Por mais desagradável que possa parecer, o tubarão não parece muito afetado pela presença intrusiva do parasita. Assista ao vídeo abaixo para ver um peixe de água doce da Nova Zelândia lidar com um grande golpe larval no seu globo ocular. [The Conversation]

PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário