Nova bateria carrega até 70% em dois minutos e dura 20 anos

Nova bateria carrega até 70% em dois  minutos e dura 20 anos

Pesquisadores desenvolveram uma bateria de iões de lítio inovadora que carrega super-rápido e dura 10 vezes mais do que as baterias atuais.


Ele vai estar no mercado dentro de dois anos. Cansado de esperar uma hora até o seu telefone carregar antes de sair de casa?

Pesquisadores da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Singapura encontraram a melhor solução: uma bateria de iões de lítio, que carrega até 70 por cento em apenas dois minutos.

Ainda melhor, ela também tem a duração de 20 anos, e estará supostamente disponível ao público dentro de dois anos.


As baterias de íon de lítio recarregáveis ​​são já comuns em nossos celulares, tablets e notebooks - mas a maioria só dura mais ou menos 500 ciclos de recarga, o que é aproximadamente dois a três anos de uso normal. E as baterias demoram cerca de duas horas para carregar completamente.

A nova bateria melhora drasticamente este processo, e permitirá que você carregue o seu telefone enquanto você olha para as suas chaves no caminho para fora da porta. Também ajudará a tornar os veículos elétricos uma alternativa mais viável aos carros movidos a combustíveis fósseis. 

"Os carros elétricos serão capazes de aumentar a sua autonomia de forma dramática, com apenas cinco minutos de carga, o que é o tempo necessário para usar a bomba de gasolina nos carros atuais", disse o professor Chen Xiaodong que liderou o estudo.

"Igualmente importante, agora podemos reduzir drasticamente o lixo tóxico gerado por baterias descartadas, uma vez que as baterias duram 10 vezes mais do que a atual geração de baterias de lítio-íon."


A descoberta surgiu depois dos cientistas substituírem o grafite tradicional, que compõe o ânodo (pólo negativo da bateria) em baterias de lítio-íon com um novo material de gel feito de nanotubos de dióxido de titânio.

Esses nanotubos são mil vezes mais finos que um fio de cabelo humano, e aceleram a velocidade com que os elétrons e íons podem transferir-se dentro e fora das baterias, permitindo o carregamento super-rápido.

Eles também permitem que mais energia seja guardada nas baterias. Isto significa que a bateria pode agora oferecer 10.000 ciclos de carga, em vez dos habituais 500. Ainda melhor, as novas baterias irão ser relativamente baratas, já que o dióxido de titânio é barato e facilmente disponível no solo.

A equipa publicou detalhes sobre como formou o gel de dióxido de titânio em Advanced Materials e já tem a tecnologia licenciada para eventualmente produzir os dispositivos. Eles esperam que entrar no mercado dentro de dois anos. [Sciencealert]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário