E se todos os vulcões entrassem em erupção?

E se todos os vulcões entrassem em erupção?

E se todos os vulcões entrassem em erupção? O que aconteceria à Terra? Será que a vida seria extinta? Conseguiríamos sobreviver?


Seja lava brilhando e serpenteando para o mar ou explosões em nuvens de cinzas, a visão de um vulcão em erupção inspira respeito e admiração.

Agora imagine 1.500 a entrar em erupção ao mesmo tempo. Esse é o total de vulcões ativos espalhados pela Terra, além de um número desconhecido deles escondidos sob o oceano.

Todos os dias, entre 10 e 20 vulcões entram em erupção em algum lugar na Terra, mas os cientistas dizem que a chance de todos os vulcões do planeta entrarem em erupção ao mesmo tempo é tão pequena que é impossível. Mas e se isso acontecesse?

Provavelmente a Terra como a conhecemos não sobreviveria, diz Parv Sethi, geólogo da Universidade de Radford, nos EUA. Os efeitos iriam desencadear uma cadeia de dominó ambiental muitas vezes mais poderoso do que um inverno nuclear.

Os dois grandes perigos de um cataclismo vulcânico no mundo são as cinzas e gases vulcânicos. Enquanto as emanações de lava seriam mortais para as pessoas que vivem por perto, o número de mortes seria pálido em comparação com as causadas pela mudança climática que se seguisse.

Mergulhado na escuridão


Na ocorrência desse evento, Sethi prevê que uma camada espessa de cinzas cobrisse a Terra, bloqueando completamente a luz solar que entra. O planeta seria lançado na escuridão completa, fato que iria devastar a fotossíntese, destruir a produtividade das culturas e baixar as temperaturas.

A cinza iria permanecer na atmosfera por até 10 anos. No entanto, nem todos os vulcão da Terra estão preparados para bombear grandes quantidades de cinzas. Alguns, como os vulcões do Havaí, geralmente expelem fluxos de lava suaves.

Mas a lista de 1.500 potenciais vulcões ativos, compilada pelo Serviço Geológico dos EUA, inclui vulcões como o supervulcão de Yellowstone, que poderia cobrir os Estados Unidos na sua totalidade com uma fina camada de cinzas.

Frio extremo


A chuva ácida iria acabar com quaisquer culturas que sobrevivessem às cinzas, disse Sethi. Os gases vulcânicos incluem ácido clorídrico, fluoreto de hidrogénio, sulfureto de hidrogénio e dióxido de enxofre, que podem provocar chuva ácida quando se condensam no alto da atmosfera.

Essa chuva ácida iria contaminar as águas subterrâneas e da superfície do oceano. A acidificação dos oceanos iria matar os corais e as criaturas marinhas com cascas duras. As extinções iriam viajar pela cadeia alimentar do oceano, acabando com os peixes e outras espécies marinhas.

As explosões vulcânicas também atiram cinzas, poeira e gás para a estratosfera. Estas partículas refletem a luz solar para longe da Terra e podem arrefecer significativamente o planeta, ainda que brevemente.

Aumento do aquecimento


As erupções vulcânicas libertam dióxido de carbono, o gás de efeito estufa, o que poderia ajudar a compensar o arrefecimento global provocado pelas cinzas e partículas estratosféricos. Mas Sethi pergunta-se se 1.500 erupções vulcânicas simultâneas não iriam sobrecarregar os sistemas da Terra.

"Seria como girar o botão no fogão a gás para a definição de grelhar", disse ele. "A única questão é saber se isso mudaria a composição da atmosfera  de tal forma que houvesse envenenamento da atmosfera com dióxido de carbono".

Folhelhos negros antigos, um tipo de rocha marinha, indicam que calamidades comparáveis já aconteceram na história da Terra, disse Sethi. Os níveis de dióxido de carbono subiram no Cretáceo, matando a vida marinha em algumas partes do oceano e fechando a circulação oceânica.

Os sobreviventes


Então, o que vida poderia sobreviver a esta explosão vulcânica mortal? "Seria o momento dos extremófilos", prevê Sethi. Estes organismos já vivem em ambientes extremamente ácidos, como fontes termais de Yellowstone, ou em respiradouros submarinos profundos, protegidos da devastação superfície.

A estratégia sci-fi também é possível: Alguns seres humanos poderiam viver em órbita ou em bunkers subterrâneos profundos, construídos pelos governos bem-financiados ou por magnatas ricos, esperando que a atmosfera se limpasse. "Os sortudos seriam os mortos neste cenário", afirma Sethi. [Livescience]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário