Diabetes tipo 2 pode ser causado pelas suas bactérias

Diabetes tipo 2 pode ser causado pelas suas bactérias

Com mais de 350 milhões de pessoas anualmente a serem diagnosticadas com diabetes tipo 2, a doença tornou-se uma importante pandemia mundial. Cientistas descobriram que pode estar associada a fatores bacterianos.


É já conhecida por ter um forte componente genético, e a obesidade é um dos maiores fatores de risco, mas os cientistas podem ter descoberto um outro aspecto. Acontece, pode haver um lado bacteriana.

Investigadores da Universidade do Iowa, demonstraram que a exposição de coelhos a toxinas produzidas pela bactéria Staphylococcus aureus por um período de tempo prolongado produz sintomas da diabetes de tipo 2, tais como resistência à insulina, a intolerância à glicose e a inflamação.

Antes a investigação descobriu que nas pessoas obesas ocorre um aumento no número de bactérias Staphylococcus e os cientistas por trás do último estudo sugerem que esta bactéria pode estar a influenciar o desenvolvimento da diabetes tipo 2.

"O que estamos a descobrir é que, à medida que as pessoas ganham peso, elas estão cada vez mais propensas a ser colonizadas por bactérias estafilococos uma vez que apresentam um grande número destas bactérias a viver na superfície da sua pele", explicou Patrick Schlievert, autor do estudo recente publicado no a revista mBio.

É cada vez mais aceite que o nosso microbioma, os microorganismos que vivem em nós, têm um impacto significativo sobre a forma como os nossos corpos funcionam. Quando as pessoas começam a ganhar peso, tem sido demonstrado que o seu microbioma muda correspondentemente, favorecendo bactérias que, por sua vez, promovem o desenvolvimento da obesidade.

Também foi mostrado que a taxa de colonização por bactérias estafilococos aumenta em correspondência com o índice de massa corporal de uma pessoa (IMC). Schlievert já havia mostrado que as toxinas, ou "superantígenos", produzido por bactérias estafilococos podem prejudicar o sistema imunológico e causar uma doença rara e potencialmente fatal chamada síndrome do choque tóxico.

No entanto, a sua equipa decidiu aproveitar para verificar se eles podem também ser capazes de promover a diabetes. Eles descobriram que as toxinas interagem com as células de gordura dos órgãos e sistema imunológico, causando inflamação sistemática. Isto por sua vez faz com que as células se tornem resistentes à insulina e leva a outros sintomas observados em pacientes com diabetes tipo 2.

As bactérias têm sido implicadas em muitas doenças que foram anteriormente consideradas não relacionados, tais como úlceras do estômago e cancro do colo do útero. Os autores argumentam que, portanto, não deve ser muito surpreendente que exista a possibilidade dos estafilococos poderem também influenciar o desenvolvimento de diabetes do Tipo 2. Se se verificar realmente ser o caso, seria um alvo muito importante para a prevenção e tratamento da doença. [iflscience]
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

1 comentários: