Doença de Alzheimer: Factos e Sintomas

http://www.ciencia-online.net/2013/06/doenca-de-alzheimer-factos-e-sintomas.html
A doença de Alzheimer é a causa mais comum de demência em pessoas com 65 anos ou mais. Na maioria das pessoas, os sintomas da doença de Alzheimer aparecem depois dos 60 anos de idade.

No entanto, existem algumas formas de início precoce da doença, geralmente ligados a um defeito genético específico, que podem aparecer tão cedo quanto 30 anos de idade. Esta doença geralmente causa um declínio gradual nas habilidades de pensamento, geralmente durante um período de 7 a 10 anos.

Quase todas as funções cerebrais, incluindo memória, movimento, linguagem, julgamento, comportamento e pensamento abstrato, são eventualmente afetadas. A doença de Alzheimer é caracterizada por duas anomalias no cérebro: as placas amilóides e os emaranhados neurofibrilares.

As placas amilóides, que são encontrados no tecido entre as células nervosas, são grupos incomuns de uma proteína chamada beta-amilóide, juntamente com pedaços da degeneração de neurónios e outras células. Os emaranhados neurofibrilares são feixes de filamentos torcidos encontrados dentro dos neurónios.

Esses emaranhados são em grande parte compostos por uma proteína chamada tau. Em neurónios saudáveis, a proteína tau auxilia no funcionamento dos microtúbulos, os quais são parte do suporte estrutural da célula e libertam substâncias ao longo da célula nervosa. 

No entanto, na doença de Alzheimer, a tau é alterada de uma forma que faz com que ele rode em pares de filamentos helicóidais que se acumulam em emaranhados. Quando isso acontece, os microtúbulos não podem funcionar corretamente e desintegram-se. Este colapso do sistema de transporte do neurónio pode prejudicar a comunicação entre as células nervosas e causar-lhes a morte.

Os investigadores não sabem se placas amilóides e os emaranhados neurofibrilares são prejudiciais ou se são apenas efeitos colaterais da doença no processo que danifica os neurónios e leva aos sintomas da doença de Alzheimer. Eles sabem que as placas e emaranhados normalmente aumentam no cérebro com a progressão da doença de Alzheimer. 

Nos estágios iniciais da doença de Alzheimer, os pacientes podem experimentar perda de memória, lapsos de julgamento e subtis mudanças na personalidade. À medida que a doença progride, os problemas de memória e linguagem pioram e os pacientes começam a ter dificuldade para realizar atividades da vida diária, tais como lembrarem-se de tomar os medicamentos.

Eles podem tornar-se desorientados acerca dos locais e dos horários, podem sofrer delírios (como a ideia de que alguém os está a roubar, ou que o seu cônjuge está a ser infiel), e podem tornar-se mal-humorados e hostis. Durante as fases tardias da doença, os pacientes começam a perder a capacidade de controlar as funções motoras, como a deglutição, o controle do intestino e da bexiga. Eles acabam por perder a capacidade de reconhecer os membros da família e de falar.

Conforme a doença progride, começa a afetar as emoções e comportamento da pessoa, que desenvolve sintomas como agressividade, agitação, depressão, insónia, ou ilusões. Em média, os pacientes com a doença de Alzheimer vivem durante 8 a 10 anos depois de terem sido diagnosticados. Pacientes com a doença de Alzheimer, muitas vezes morrem de pneumonia por aspiração, porque eles perdem a capacidade de engolir tardiamente no curso da doença.


Saiba mais: Demência: Sintomas e tratamento
                  Demência Vascular: Factos e Sintomas
                  Demência frontotemporal: Factos e Sintomas
                  Demência dos corpos de Lewy: Factos e Sintomas
                  Degeneração Córtico-basal: Factos e Sintomas
                  Demência pugilistica: Factos e Sintomas
                  Doença de Huntington: Factos e Sintomas
                  Doença de Creutzfeldt-Jakob: Factos e Sintomas
                  Demência associada ao HIV: Factos e sintomas
                  Como cuidar de pessoas com demência
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Enviar um comentário