Animais com cérebros maiores têm maior autocontrole (com video)

0
Animais com cérebros maiores têm maior autocontrole (com video)

Animais com cérebros maiores podem ter mais autocontrole do que criaturas com cérebros menores, sugere um novo estudo.


Os pesquisadores testaram dezenas de espécies diferentes para medir o quão bem eles podem regular o seu comportamento e descobriram que animais com cérebros maiores ou dietas mais complexas, têm maior autocontrole.

Os resultados sugerem que a ecologia alimentar e o tamanho do cérebro podem ter desempenhado um papel na evolução cognitiva, dizem os pesquisadores. [Os seres humanos não são mais espertos do que os animais]

Os seres humanos usam o autocontrole para decidir se pretendem guardar dinheiro para a aposentadoria ou se comem um cookie, enquanto em dieta. No mundo animal, os predadores usam-no enquanto perseguem uma presa para decidir sobre o momento certo para atacar.


Testando o auto-controle


Evan MacLean, antropólogo evolucionário na Universidade de Duke, e seus colegas compararam o autocontrole, entre 36 espécies diferentes, que vão desde aves até elefantes, passando por primatas. Eles testaram os animais em duas medidas de autocontrole.

Num teste, os pesquisadores repetidamente esconderam comida num lugar especial, à vista do animal, até que os animais se acostumaram a encontrá-lo lá. Em seguida, os pesquisadores escondiam a comida num local diferente, com os animais a assistir.

Se um animal conseguiu recuperar a comida do novo esconderijo, em vez do antigo, os pesquisadores inferiam que o animal tinha exercido o autocontrole, que eles definiram como "a capacidade de inibir um comportamento prepotente, mas em última análise, contra-produtivo".

Num segundo teste, os pesquisadores esconderam comida dentro de um recipiente opaco com uma abertura na parte de trás, por onde os animais poderiam chegar até ao deleite saboroso. Uma vez que o animal aprendeu esta tarefa, os pesquisadores substituíram o recipiente com um transparente, que ainda tinha um buraco na parte de trás onde o alimento estava escondido.

Os animais foram considerados como estando a usar o autocontrole, se eles fossem em torno do objeto para chegar à abertura na parte de trás, em vez de tentar alcançar através do recipiente transparente. [Segredo para o auto-controle: um cérebro mais eficiente?]

Os pesquisadores compararam o desempenho dos animais nessas tarefas com o seu tamanho "absoluto" do cérebro e com o tamanho do cérebro em relação ao tamanho do seu corpo - duas métricas que se pensa estarem correlacionadas com a capacidade cognitiva em animais.

Cérebros maiores e dietas mais ricas


Os grandes macacos no estudo mostraram bom autocontrole, tal como os pesquisadores esperavam. Surpreendentemente, os carnívoros no estudo - cães e lobos - também se saíram bem, ao passo que os elefantes não, embora este último só completou um dos testes de autocontrole.

Em geral, as espécies com cérebros maiores (em tamanho absoluto) apresentaram melhor autocontrole do que animais com cérebros menores. Mas o maior tamanho relativo do cérebro não foi associado a um melhor autocontrole.

Além do tamanho do cérebro, os pesquisadores também analisaram se a dieta e os hábitos sociais de cada espécie influenciavam a sua capacidade de regular as suas ações. A equipa descobriu que as espécies com dietas mais complexas, como os primatas, mostravam um maior autocontrole. [Livescience]
Temas

Enviar um comentário

0Comentários
Enviar um comentário (0)