Sistema Linfático: Fatos, Funções e Doenças


http://www.ciencia-online.net/2013/02/sistema-linfatico-fatos-funcoes-e.html
A principal função do sistema linfático é transportar linfa, um líquido claro, incolor, contendo as células brancas do sangue que ajudam a libertar o corpo de toxinas, resíduos e outros materiais indesejados.

Linfático vem da palavra latina "lymphaticus", que significa "ligado a água", como a linfa é clara. O sistema linfático, que é um sub-conjunto do sistema circulatório, tem uma série de funções, incluindo a remoção de fluido intersticial, o fluido extracelular que banha a maioria dos tecidos. Também actua como uma auto-estrada para o transporte de células brancas do sangue para e a partir dos nódulos linfáticos e para os ossos.

O sistema linfático é uma rede de tecidos e órgãos que consiste principalmente de vasos linfáticos, gânglios linfáticos e linfonodos. As amígdalas, adenóides, baço e timo, fazem parte do sistema linfático. Existem 600-700 gânglios linfáticos no corpo humano que filtram a linfa antes de retornar para o sistema circulatório.


O baço, que é o maior órgão linfático, está localizada no lado esquerdo do corpo um pouco acima do rim. Os seres humanos podem viver sem o baço, embora as pessoas que perderam o baço por doença ou lesão são mais propensas a infecções. O timo, que armazena os linfócitos imaturos e os prepara para se tornarem células T activas, situa-se no peito logo acima do coração.

As amígdalas são grandes aglomerados de células linfáticas encontrados na faringe. Embora tonsilectomias ocorram com muito menos frequência hoje, na década de 1950 ainda era uma das operações mais comuns realizadas e, normalmente, segue-se a infecções frequentes da garganta.

http://www.ciencia-online.net/2013/02/sistema-linfatico-fatos-funcoes-e.html
Quando as bactérias são reconhecidas no líquido linfático, os gânglios linfáticos fazem mais células brancas para combater a infecção do sangue, o que pode causar o inchamento. Os gânglios inchados às vezes podem ser sentidos no pescoço, axilas e virilha.

Ao contrário do sangue, que corre por todo o corpo em um loop continuo, a linfa flui somente numa direção - para cima em direção ao pescoço - dentro do seu próprio sistema. Ele flui na corrente sanguínea venosa através das veias que estão localizadas em ambos os lados do pescoço próximo da clavícula.

O plasma deixa as células, uma vez entregues os seus nutrientes e detritos removidos. A maior parte deste fluido retorna para a circulação venosa através das vénulas e continua como sangue venoso. O restante torna-se linfa.

A linfa sai do tecido e entra no sistema linfático através de capilares linfáticos especializados. Cerca de três quartos destes capilares são capilares superficiais que estão localizados perto da superfície da pele. Há também capilares linfáticos profundos que rodeiam a maioria dos órgãos do corpo.

Existem duas áreas de drenagem que formam o sistema linfático. A área de drenagem direita lida com o braço direito e o tórax. A área de drenagem esquerda atinge todas as outras áreas do corpo, incluindo as pernas, o tronco inferior, a parte superior esquerda do peito, e o braço esquerdo.

As doenças e perturbações do sistema linfático são normalmente tratadas por imunologistas. O linfedema é um inchaço crónico dos membros causado ​​pelo acúmulo de líquido linfático que ocorre se o sistema linfático está danificado ou não estiver a funcionar corretamente. A face, pescoço e abdómen também podem ser afetados. 

Muitos desenvolvem a doença na terapia cancerígena - particularmente no cancro da mama, onde os nódulos linfáticos sob os braços são removidos - infecções recorrentes, lesões ou cirurgia vascular. O linfoma de Hodgkin é um tipo de cancro que geralmente ocorre quando as células brancas do sangue no corpo tornam-se doentes ou danificados.

A doença de Castleman é causada por tumores benignos que afetam os gânglios linfáticos. Embora não seja especificamente um cancro, é semelhante a um linfoma e é muitas vezes tratado com quimioterapia. A doença de Castleman localizada afeta os gânglios linfáticos do estômago e peito. A doença de Castleman multicêntrica afecta mais do que uma região de nódulos linfáticos, bem como linfóides contendo órgãos como o baço.

A linfangiomatose é uma doença que envolve múltiplos cistos ou lesões formadas a partir de vasos linfáticos. Na elefantíase, a infecção dos vasos linfáticos causa um espessamento da pele e aumento de tecidos subjacentes, especialmente nas pernas e genitais. A linfangiossarcoma é um tumor maligno dos tecidos moles, enquanto linfangioma é um tumor benigno que ocorre frequentemente em associação com síndrome de Turner.

A linfangioleiomiomatose é um tumor benigno dos músculos lisos dos vasos linfáticos nos pulmões. As leucemias linfóides e linfomas são chamadas "leucemias" quando ocorrem no sangue ou medula óssea e "linfoma" quando ocorrem no tecido linfático. Por fim, a filiaris linfática é uma doença na qual os vermes parasitas se infiltram no sistema linfático através da picada de um mosquito. Cerca de 120 milhões de pessoas no mundo são afetadas por esta doença.


Saiba Mais: Sistema Imunitário
                   Sistema Endócrino
                   Sistema Muscular
                   Sistema Urinário
                   Pele
PARTILHE
loading...
    Blogger Comment
    Facebook Comment

3 comentários:

  1. Sempre é bom conhecer dados importantes sobre o corpo humano. o sistema linfático é um dos principais do corpo

    ResponderEliminar
  2. Leandro john22/05/13, 19:10

    E muito bom investiagar algo prk atraves da mesma aprendemos algo de novo.investiguem mais

    ResponderEliminar
  3. éh sempre bom saber sobre nosso corpo.O sistema linfático é mto interessante
    e ajudou mto no meu trabalho de ciências

    ResponderEliminar